sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

ITABUNA EM FOCO: Prefeitura inicia a vacinação de crianças portadoras de comorbidades contra a Covid-19

Crianças com idade entre 5 e 11 anos, com comorbidades, começaram a ser vacinadas contra a Covid-19 por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde nesta quinta-feira, dia 20, na UniFTC de Itabuna. Nesta sexta-feira, dia 21, a imunização acontece das 10 às 16 horas no mesmo local.

A imunização é prioritária para os portadores de algumas doenças, dentre elas, diabetes, cardiopatias, obesidade mórbida, câncer, HIV Aids e  Síndrome de Down. Além das deficiências permanentes, como distúrbios na fala, audição e intelectual.  
Para a criança com comorbidades tomar a vacina, os pais ou responsáveis precisam apresentar um laudo médico. “O laudo precisa ter o CID, assinatura e carimbo pelo médico. É necessário também a documentação dos pais”, disse o enfermeiro da Rede de Frio, José Vitor Gomes.

No sábado passado, dia 15, Itabuna  recebeu um lote com 1.030 doses da vacina Pfiser pediátrica. A expectativa é de que 19 mil crianças tomem a vacina. O imunizante é aplicado em um volume de 0,2ml, por via intramuscular.


A subsecretária municipal de Saúde, Lânia Peixoto, acompanhou o primeiro dia de vacina e  informou que na próxima semana, a vacina será aplicada em crianças que vivem em abrigos, indígenas e aquelas pertencentes às comunidades quilombolas. “ Após essa etapa, vamos imunizar o  público de 5 a 11 anos de forma escalonada”, frisou.
 
A recomendação é que pós a vacina, o paciente deve ser monitorado por 20 minutos, para avaliar a ocorrência de efeitos adversos. “Essa medida faz parte de Nota Técnica do Ministério Saúde, que Itabuna adotou. Alguns efeitos já são esperados, como braço mais inchado e dor”, explicou José Vitor.

A  subsecretária  de Saúde reforçou a importância de o  público entre 5 e11 anos ser  vacinado. “Precisamos dar  uma margem de segurança também aos pais, até porque as aulas já vão começar de forma presencial e é necessário que haja segurança para  as crianças”,  alertou Lânia Peixoto.
 
A professora Rita de Cassia da Silva Souza fez questão de levar o filho de 7 anos, que sofre asma.
“A vacina é muito importante. Meu filho, além  de asmático, nasceu prematuro. Então para nós é um momento de alívio”, comemorou.
 
Já a empresária Evelyn Oliveira definiu o primeiro dia de vacina como um momento de emoção. Ela também trouxe a filha Maria Eduarda, 7 anos, para receber a dose da Pfizer pediátrica.  “Diante de tantas mortes, que ocorreram, ver minha filha bem, me deixa muito feliz”, falou.


“Eu nem senti dor. Agora me sinto mais confiante”, expressou a garota de 7 anos.

MOMENTO LÚDICO

O primeiro dia da vacina para público infantil em Itabuna também foi cercado por muita diversão. Antes da aplicação da primeira dose, as crianças participaram de brincadeiras com jogos  lúdicos e educativos.

O professor de Educação Física, Chariton Carvalho, chefe de Integração Esporte-Escola, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, afirmou que essa dinâmica é  fundamental para tirar a tensão das crianças antes de serem vacinadas. “Trouxemos jogos criativos, e recreativos até para uma melhor socialização. Quando se fala em diversão e lazer, qualquer pessoa relaxa, principalmente uma criança”, frisou Carvalho.
Secretária afirma que parcerias contribuem para o êxito do Programa de Coleta Seletiva 

A Prefeitura de Itabuna inaugura nesta sexta-feira, dia 21, às 9 horas, a Central de Triagem da Coleta Seletiva que, desde a sua implantação, vem sendo marcada pela união de esforços e parceiros considerados fundamentais em todo o processo pela administração municipal. O ato contará com a participação do prefeito Augusto Castro (PSD) e de representantes do Governo do Estado, CVR Costa do Cacau e Biosanear.


A secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, ressalta que o êxito do Projeto Recicla Itabuna, que neste primeiro momento passa pela implantação da Central de Triagem da Coleta Seletiva, é mesmo resultante desta parceria. Ela explica que a Central será coordenada pela Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Itabuna (AACRRI).

“Temos diversas secretarias municipais envolvidas diretamente como Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), Infraestrutura e Urbanismo, Planejamento, Governo, Agricultura e Meio Ambiente e Procuradoria-Geral do Município. Além claro, dos parceiros CVR Costa do Cacau, Biosanear, Governo da Bahia e a sociedade de Itabuna que considero a peça-chave neste momento, para avançarmos com a Coleta Seletiva no município”, comentou Sônia Fontes.

Para a Secretária de Planejamento e coordenadora do Projeto Recicla Itabuna, a população precisa compreender a importância de sua participação neste processo de agora em diante. “É preciso entender que um simples gesto de separar o lixo doméstico não lhe custa nada”, afirmou.

Para ela, as pessoas devem cooperar dispensando o lixo reciclado num dos dez ecopontos dos bairros que participam do projeto-piloto ou mesmo no galpão da Central de Triagem, na Rua da Adelba, no Bairro Lomanto. Os ecopontos foram instalados nas praças dos bairros São Caetano, Mangabinha, Conceição, Califórnia, Santo Antônio, e no centro, na avenida Aziz Maron e praças Adami e Camacã.

A secretária disse que a CVR Costa do Cacau, por exemplo, além de ser responsável pela destinação dos resíduos coletados pela Prefeitura, é parceira na implantação da Central de Triagem. “É a única empresa do Sul da Bahia credenciada para atender às diretrizes do Plano Nacional de Saneamento. Além disso, concedeu um auxílio financeiro durante oito meses aos catadores e foi parceira no 1º Seminário de Capacitação e Formação dos Catadores”, destacou.

Contribuições

A secretária de Planejamento lembra que o prefeito Augusto Castro tomou a decisão de cumprir uma prioridade do Plano de Governo que era encerrar as atividades do antigo lixão quase um ano antes da obrigatoriedade prevista para julho deste ano. Ao contratar o aterro sanitário certificado da CVR Costa do Cacau o município se enquadrou às exigências da legislação.

“Estamos vivenciando o momento de formalização da Política de Resíduos Sólidos. Itabuna conseguiu cumprir no primeiro ano de gestão do prefeito Augusto Castro toda a política de resíduos sólidos, inclusive com a assistência total às famílias que viviam da coleta inadequada de resíduos do antigo lixão”, comentou Sônia Fontes,

Ela lembra que a CVR também forneceu equipamentos para a Central de Triagem, como prensa, mesas separadoras, ecobikes e ecopontos para a coleta seletiva, além de patrocinar a reforma do galpão. Já o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) forneceu uma balança eletrônica, uma prensa hidráulica e um carrinho elétrico para coleta, além de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Já a Biosanear promoveu a consultoria para o Grupo de Trabalho interdisciplinar que trabalhou diretamente capacitando os agentes de recicláveis enquanto a Prefeitura tem dado toda assistência por meio das secretarias municipais, inclusive a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, com o pagamento de benefícios, aluguel social e doações de cestas básicas.

Prefeitura habilita empresas para acatar

 pagamentos do Cartão Auxílio Recomeço


A Prefeitura de Itabuna iniciou nesta semana o processo de cadastramento das empresas do comércio local que serão habilitadas para o recebimento de pagamentos do Cartão Auxílio Recomeço. O benefício será concedido pela gestão do prefeito  Augusto Castro (PSD) às 3.500 famílias vítimas da maior tragédia climática registrada nos últimos anos, em razão das fortes chuvas e da enchente do Rio Cachoeira, no mês de dezembro.

Nesta quinta-feira, dia 20, serão iniciadas visitas aos estabelecimentos comerciais pré-cadastrados que atuam nos segmentos de móveis, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, materiais de construção e elétrico para serem contemplados pela operadora do cartão para o credenciamento.

O cadastramento empresarial está sendo realizado pela Secretária de Indústria, Comércio, Emprego e Renda (Sicer), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI). 

Segundo o titular da Sicer, secretário Ricardo Xavier, o Auxílio Recomeço é uma das ações emergências priorizadas pelo prefeito Augusto Castro (PSD) para que as famílias que mais sofreram os impactos da enchente do Cachoeira possam recomeçar a vida com mais dignidade. Além disso, se pretende estimular a revitalização do comércio local,  também afetado, injetando na economia do município recursos da ordem de R$ 10.5 milhões.

“Portanto, chamamos à atenção dos empresários que atuam nos segmentos que são o foco do programa do Auxílio Recomeço, nos bairros e na área central de Itabuna para que busquem efetuar o cadastramento junto à Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda a fim de estarem aptas a realizar transações comerciais, através do Cartão Auxílio Recomeço”, pontuou Xavier.

Ele disse ainda que o atendimento será na Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, no Centro Administrativo Municipal, no horário das 8 às 14 horas, de segunda a sexta-feira.

A coordenadora regional do Sebrae, Claudiana Figueiredo, adiantou que as visitas serão feitas por orientadores empresariais nos estabelecimentos comerciais que tenham acesso a todas informações de como se habilitar para ser fornecedor, dentro destes segmentos que estão contemplados com o  cartão digital Auxílio Recomeço.

“Estas empresas, através da parceria formalizada com a Prefeitura de Itabuna, terão o apoio do Sebrae no sentido de ter e desenvolver algumas competências essenciais neste momento em que vai haver grande demanda, a exemplo de controle de estoque, precificação e de como os empresários podem fazer a divulgação do credenciamento para seus clientes”, afirmou Claudiana.

Ela finalizou, alertando que quaisquer dúvidas dos empresários dos segmentos podem ser esclarecidas através dos canais de atendimento da Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda,  Sebrae,  CDL e da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna.

Prefeitura pretende cadastrar mais de cinco mil trabalhadores rurais 

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, pretende cadastrar as mais de cinco mil pessoas que vivem na zona  rural de Itabuna, para que possam receber melhor assistência tanto na saúde quanto na área social.  Desse total de trabalhadores rurais, pouco mais de mil estão cadastrados, segundo adiantou a gerente do Programa Agentes Comunitários de Saúde (PACs), enfermeira Margarida Amorim.

O cadastramento foi  um dos temas discutido nesta semana durante um encontro entre secretários e diretores municipais e os representantes das associações rurais do município. Tão logo as obras de recuperação nas estradas vicinais sejam concluídas, o cadastro será iniciado.

O serviço de recuperação vai começar pela região do Ribeirão Seco, conforme adiantou o superintendente  de Serviços Públicos, Francisco de Sousa Lino Filho, que participou do encontro.

A gerente do PACs adiantou que a proposta da Secretaria Municipal de Saúde é viabilizar junto ao Ministério da Saúde, a implantação de uma Unidade de Referência à Saúde e à Assistência Social exclusiva para os trabalhadores rurais de Itabuna.

Atualmente, a maior parte dos que trabalham na zona rural enfrentam uma dura realidade, pois peregrinam em busca de cotas para exames e também de assistência, por meio de programas sociais oferecidos por órgãos públicos.
 
“São mais de cinco mil pessoas que vivem do trabalho na zona rural,  mas pouco mais de mil são assistidas porque  estão cadastrados na Prefeitura. Então, nossa meta é cadastrar a maioria das famílias, principalmente  aquelas que ainda estão fora de programas que lhes assegurem  não apenas a saúde, mas outros benefícios executados pelo município.  

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Itabuna, Maria Cristina Vitória Silva, que também participou do encontro, se disse bastante otimista com relação aos avanços e a atenção que os trabalhadores rurais do município estão recebendo na gestão do prefeito Augusto Castro (PSD).  

Ela destacou, por exemplo, a participação das secretarias municipais que se uniram em favor da melhoria da qualidade de vida das famílias que trabalham no campo e são responsáveis por grande  parte dos alimentos que chegam à mesa dos cidadãos itabunenses.

“Nosso povo do campo precisa desse incentivo e de atenção diferenciada, como uma assistência social e de saúde, além de serviços de infraestrutura nas estradas de acesso às suas propriedades. Assim continuaremos trabalhando para uma agricultura mais fortalecida em nossa região”, concluiu.


Seagrima distribui 40 cestas básicas doadas pela Semps às comunidades rurais afetadas pelas enchentes

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Seagrima), recebeu da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), através da secretária Andréa Castro, a doação de 40 cestas básicas vindas do QG do Social no Grapiúna Tênis Clube. Os alimentos foram repassados nesta semana a famílias afetadas pelas cheias na zona rural.

Segundo o titular da Seagrima, Moacir Smith Lima, muitas famílias da zona rural do município foram atingidas não só pela cheia do Rio Cachoeira como também pelas fortes chuvas registradas entre  24 e 25 de dezembro do ano passado. Foram mais 300 milímetros só nesse intervalo de 24 horas.

Com isso, plantações ficaram submersas ou alagadas, prejudicando bastante o pequeno produtor rural que comercializa seus produtos na Feira do Produtor, que acontece toda sexta-feira, ao lado do antigo F-Sesp.  A maioria depende desse faturamento para sustentar a família.

O secretário Moacir Smith Lima decidiu que a entrega fosse feita nas pequenas propriedades rurais nas de diversas localidades atingidas, dentre elas: Itamaracá, Jacarecica, parte da Roça do Povo, Horteiros de Ferradas, Associação Alemita, Agrafam, Bela Flor e agricultores familiares da Fazenda Progresso

Muitos pequenos produtores afirmaram que as cestas básicas chegaram em boa hora, já que muitos enfrentam problemas para a alimentação diária. Além disso, a distância da zona rural para o centro da cidade de Itabuna, onde fica o QG da Prefeitura, dificultava para eles o acesso às doações.

O QG do Grapiúna Tênis Clube é ponto de recebimento de donativos e local de saída para entrega das cestas básicas para as famílias atingidas pelas enchentes do Rio Cachoeira e as chuvas do final de 2021.

Ascom/Prefeitura de Itabuna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja responsável

Vereador Paulo Carqueija exige melhorias no atendimento bancário de Ilhéus

Em discurso feito na 27ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Ilhéus, o vereador Paulo Carqueija (PSD) apresentou algumas reclamações em ...