Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Itacaré tem feriadão com praias limpas


 Praias limpas, muito sol, gente bonita, boa música, gastronomia variada e com a cidade repleta de turistas de diversas partes do mundo. Esse é o cenário de Itacaré nesse feriado prolongado. Considerada como um dos destinos turísticos mais procurados da Bahia, Itacaré oferece uma natureza exuberante com praias limpas, cachoeiras, esportes de aventura e diversas opções de lazer. Tudo isso aliado aos muitos eventos, a exemplo do Festival Boa Música, que traz o melhor do MPB, Jazz, Blues, Bossa Nova e muito axé.
 
O sábado amanheceu com muito sol e logo cedo milhares de turistas já ocupavam as principais praias de Itacaré. Equipes da Prefeitura permanecem vigilantes monitorando todas as praias do município para observar os indícios de manchas de óleo. Nessa manhã apenas poucos fragmentos foram detectados nas praias. Mesmo assim foram retirados pela equipe da Prefeitura, deixando as paradisíacas praias propícias para o banho. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que o serviço de monitoramento vai continuar durante todo o feriado para garantir a segurança dos itacareenses e turistas.

E se a natureza e a gastronomia de Itacaré já encantam, a cidade fica ainda melhor com as opções de lazer. Uma delas é o Festival Boa Música, idealizado pela Prefeitura de Itacaré, por meio da Secretaria de Turismo, e com o apoio do Governo do Estado por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) e apoio da Cervejaria Eisenbahn. O evento foi aberto na tarde de ontem com uma intensa programação cultural e trazendo nomes como Armadinho Macedo e Adaury Mothé Trio, além de diversos artistas da região. Um dos grandes destaques da estreia do evento foi a programação cultural que traz grande notoriedade para as manifestações culturais locais. 


E neste sábado o Festival Boa Música continua com a capoeira dando o pontapé inicial das manifestações populares, com o grupo Tribo Unida. Criada no Bairro Novo, a turma apresentará a união entre música e movimentação cultural da arte secular de origem africana. Em seguida, a Fanfarra de Percussão de Taboquinhas (FANPET) apresenta toda musicalidade local com desfile entre as praças das Mangueiras e Santos Dumont.

Com uma programação mais extensa, o segundo dia do Festival, ainda terá apresentação do grupo Bicho Caçador, considerada a principal manifestação cultural da região. De origem quilombola, a apresentação conta a história de caçador contra dois grandes bichos, os quais consegue derrotas após longa e árdua batalha.

Em meio ao dia cultural, será realizado um Workshop de Música, que terá como moderadores Naiara Galvão e Claudio Maestro. O debate terá como foco abordagem a teoria musical, percepção, harmonia, criação, análise, história, apreciação e estética, traduzidos em simbologias, estruturas, exemplos práticos e novas propostas. A ação traz ilustrações compostas de exemplos tradicionais e atuais, do repertório erudito e/ou popular, com especial ênfase à produção musical brasileira, tendo como base ritmos como jazz, blues, bossa nova e MPB. As sessões serão realizadas das 9h às 11h e das 13h às 15h, na Casa dos Conselhos (Antiga Bola de Neve).

E nos palcos as apresentações começam no sábado às 16 horas. No palco Elza Soares, acontecerá o por do sol animado pela Banda Meu Som Instrumental. Já no Palco Joao Gilberto os shows começam às 18 horas com o show de Aram, seguindo com Marcos Abaga. E no palco Vinícius de Moraes se apresentam às 18 horas Laís Marques e logo depois a Banda Pecados Capitais Blues. Já o Palco Dorival Caymmi traz às 18 horas Rodney Roque e Banda Quente. E o Palco Tom Jobim, montado na Praça Santos Dumont, traz Adraury Monthé Trio e Banda Raiô. - Ascom

Nenhum comentário: