Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Se Justiça brecar aumento do IPTU, ACM Neto pode ser candidato a governador

LUÍS AUGUSTO GOMES

Interpretação corrente no meio político dá conta de que o desfecho da ação movida pela OAB contra o IPTU poderá, em suma, resultar na candidatura do prefeito ACM Neto a governador do Estado.
Não estaria sendo outro o motivo de tanta protelação no processo de definição da chapa oposicionista, motivo de variadas especulações nas últimas semanas. O prefeito aguardaria a definição judicial sobre o imposto e, na impossibilidade de contar com os recursos pretendidos, teria a base de seu discurso: “Não me deixam governar”.

A decisão não viria sem um reforço de grande impacto, pois o prefeito estaria articulando, para lançar ainda antes do Carnaval, um amplo programa de cunho social, visando enfrentar no mesmo terreno seus adversários históricos nos planos federal e estadual.
O mais importante da equação é que Neto é o único nome para o qual o ex-ministro Geddel Vieira Lima abriria mão sem arranhar a unidade oposicionista, muito pelo contrário, porque aí Geddel não teria dúvida nenhuma em candidatar-se ao Senado.
Força amiga – Para este importante desiderato – Neto governador –, contribuem, com seus apelos aos tribunais, o PT de Salvador e a Federação das Associações das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado.
Esta última tomou sua decisão em reunião com a presença do secretário James Correia, quase tão próximo do governador Jaques Wagner quanto o candidato Rui Costa.
Posicionamentos – Apenas por dever de informação abrangente, sem concordância com o mérito, recorde-se que, na época da eleição para a OAB, em novembro, dizia-se que a chapa que viria a vencer o pleito tinha a simpatia da oposição baiana, enquanto a derrotada estaria mais alinhada ao governo. (Por Escrito)
Do - jornaldamídia.com.brjornaldamídia.com.br

Nenhum comentário: