Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Jorge Bitencourt uma grande história na comunicação

Adeildo, Paulo, JORGE, Pedro e Joselito


O conhecido Jorge Bitencourt, aposentado, uma das relíquias de nossa comunicação da época áurea do radio e do jornalismo grapiúna, esteve nesta quarta-feira 16, visitando o Departamento de Comunicação, sendo recepcionado por seu diretor, jornalista, Paulo Lima e amigos.  Bitencourt, na sua história, passou pela Radio Clube (hoje Nacional) e Difusora Sul da Bahia. Na Clube, anos 60, o diretor era o jornalista Otoni Silva, quando o jovem Bitencourt, usou o microfone pela primeira vez, substituindo férias do grande comunicador e saudoso Vily Modesto. A emissora ainda tinha como chefes de jornalismo Cristóvão Colombo Crispim de Carvalho e Alfa Santos, do conhecido personagem “Dom Fugêncio!”.

Na Difusora, Jorge Bitencourt prestou seus serviços, a convite do diretor Hercílio Nunes, atuava como repórter, auxiliando o radialista Lucilio Miranda Bastos na produção do programa: “Falando Francamente”, que era a grande audiência do rádio em toda a região do cacau.

Tudo isso, Jorge conciliava, exercendo a função de funcionário público federal no INSS; também como repórter fotográfico prestou seus serviços à sociedade, e era “freelance” dos jornais SB-Informações, Tribuna do Cacau, Diário de Itabuna e a Câmara de Dirigentes Lojista-CDL, por cerca de 30 anos.  Hoje curte a sua aposentadoria adquirida ao longo dos seus 75 anos, de idade, de muita saúde e vigor físico.


Nenhum comentário: