sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Parceria da Prefeitura com SSP e MPT assegura a instalação de base policial no Teotônio Vilela


O bairro Teotônio Vilela, localizado na zona oeste de Ilhéus, vai ganhar uma base de apoio da Polícia Militar. A iniciativa está sendo possível graças a uma parceria do Governo da Bahia, Prefeitura de Ilhéus e o Ministério Público do Trabalho (MPT). Ontem (3) à tarde, o prefeito Mário Alexandre Sousa, acompanhado do comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão e de outras autoridades, visitou a área cedida pelo município em um ponto estratégico do bairro para a instalação do projeto, uma espécie de embrião para a implantação da futura Base Comunitária no bairro.

A Prefeitura, segundo anunciou Mário Alexandre, além de ceder o terreno, vai executar todo o procedimento de terraplanagem da área. A PM, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública, vai instalar duas estruturas de containers, no tamanho 12 x 2,8 metros cada um – uma para recepção e outra como base de apoio aos militares – e o MPT está garantindo recursos para equipamentos, instalação de cerca e implantação de paisagismo. A previsão é de que a base passe a funcionar em dois meses.
Inicialmente, a estrutura vai atuar com atividades administrativas e de apoio ao policiamento ostensivo. O comandante-geral da PM elogiou a localização do terreno e disse que a chegada deste modelo de serviço ao bairro Teotônio Vilela dará “maior referência na segurança pública para a comunidade”. O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, disse que a segurança dos ilheenses deve ser sempre encarada como prioridade de governo e que não se cansa de atrair para a cidade pessoas que podem contribuir com sua gente. “Passo-a-passo, em cada setor, estamos avançando”, afirmou.

Ciranda Rural e Ronda Maria da Penha – Antes da visita ao terreno na zona oeste de Ilhéus, Mário Alexandre recebeu secretários de estado e sociedade civil organizada, no Teatro Municipal, para um ato em defesa e proteção da mulher ilheense no campo. O projeto Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha, foi lançado em Ilhéus, com o objetivo de assegurar os direitos das agricultoras familiares, assentadas, quilombolas e marisqueiras, com ações preventivas e integradas de enfrentamento e combate à violência cometida contra as mulheres do campo.

A Ronda Maria da Penha já atua em Salvador e, nos bairros em que ela foi instalada houve uma redução de 80% dos casos de violência doméstica. Trata-se de um projeto integrado de promoção dos direitos das mulheres com ações de sensibilização, diálogo e conscientização com o homem e a mulher do campo em relação à violência. Serão realizadas oficinas educativas com temas como Relações Interpessoais, Relações de Gênero e Conhecimento Prático da Lei Maria da Penha. Em Ilhéus, a primeira Ciranda com a Ronda Maria da Penha acontece no Assentamento Frei Vantuy. Mário Alexandre destacou a importância da iniciativa para o município, que possui mais de mil quilômetros de estradas rurais e 40 comunidades interioranas. Uma viatura, com equipamentos especializados, foi entregue ao comando local da PM e será utilizada nas Operações da Ronda Maria da Penha na zona rural de Ilhéus.

Participaram da solenidade de lançamento a secretária de Políticas para as Mulheres (SPM), Julieta Palmeira; a secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabia Reis; a Major Denice Santiago, que coordena o Projeto Ronda Maria da Penha em Salvador; a superintendente de Políticas Territoriais e Reforma Agrária (Sutrag/SDR), Fernanda Silva, representando o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues; o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira, que na ocasião representou o titular da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), Vitor Bonfim, a diretora da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Celia Watanabe, a deputada estadual Ângela Souza, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, agricultores, assentados, vereadores locais e autoridades da sociedade civil.

Nenhum comentário: