domingo, 9 de julho de 2017

Santos marca três vezes com Copete e afunda o São Paulo

Brasileirão 2017: Santos marca três vezes com Copete e afunda o São Paulo

Com o triunfo o Santos assumiu a 4ª colocação. O São Paulo é o vice-lanterna (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net/Divulgação)  
Do - Jornaldamidia.com.br - Com três gols do atacante colombiano Copete, o Santos levou o clássico contra o São Paulo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O jogador conduziu o time na vitória por 3 a 2, que recolocou os santistas no G4, na noite deste domingo, na Vila Belmiro. Este foi o primeiro jogo dos são-paulinos após a saída do ex-técnico Rogério Ceni. Embora Dorival Júnior esteja contratado, o auxiliar Pintado atuou como interino.
u aos 20 pontos e assumiu a quarta colocação, que garante vaga na fase de grupos da Libertadores 2018. De quebra, o time se recupera de uma sequência de tropeços, já que vinha de derrota em casa para o Sport, por 1 a 0, e empate com o lanterna Atlético-GO, por 1 a 1.
Do outro lado, o São Paulo se afunda ainda mais na zona de rebaixamento. Agora, ocupa a penúltima colocação, com 11 pontos. O time do Morumbi ainda ostenta uma das piores campanhas como visitante. Em sete partidas, acumula nada menos que um empate e seis derrotas.

A estreia dos estrangeiros – o zagueiro equatoriano Arboleda e o meia argentino Jonatan Gomez – ainda não foi o suficiente para fazer o São Paulo evoluir. No primeiro tempo, o Santos foi quem melhor tratou a bola, embora também não tivesse exibido um futebol convincente.
Logo aos seis minutos, o atacante são-paulino Denilson até chegou a balançar as redes, mas o lance acabou anulado por impedimento. Apesar disso, foi o time da casa quem deu as cartas no início. Foram duas boas chances aos nove e aos dez minutos, em conclusões do zagueiro Lucas Veríssimo e do volante Thiago Maia que saíram pela linha de fundo.
O clube do Morumbi até tentou segurar a bola e trocar passes, mas os santistas foram muito mais verticais e chegou com mais constância ao ataque. Aos 37 minutos, por exemplo, tiveram uma chance de ouro. Após bate-rebate na área, a bola sobrou limpa para o atacante Copete. Sozinho na área, ele isolou por cima do gol.
O primeiro e único chute dos visitantes a gol aconteceu aos 43 minutos. Denilson recebeu passe do volante Jucilei e chutou para grande defesa do goleiro Vanderlei. A resposta no mesmo minuto foi letal. Após contra-ataque, o atacante Kayke finalizou e o goleiro Renan Ribeiro “bateu-roupa”. Na sobra, Copete só completou.
Na segunda etapa, Copete não demorou a mostrar que seria o senhor do jogo. Logo a um minuto cabeceou com perigo para fora. Aos oito, contudo, ele não perdoou. Kayke levantou a bola pelo lado direito e o colombiano subiu sozinho para cabecear no contrapé de Renan Ribeiro.
O segundo gol foi o golpe de misericórdia para o Tricolor, que visivelmente se abateu. Melhor em campo, o Peixe não demorou a ampliar. E novamente com Copete. O ala Jean Mota fez bela jogada pela esquerda e cruzou. O atacante emendou de virada e marcou.
Depois do gol, os donos da casa diminuíram o ritmo. O time visitante até poderia reagir, já que teve um pênalti a favor aos 23 minutos quando David Braz derrubou Lucas Pratto na área. A fase são-paulina, contudo, não é nada boa. O argentino chutou na trave a cobrança aos 25.
O clima de abatimento aumentou ainda, após a penalidade perdida. Nem mesmo os gols anotado pelo meia Shaylon, aos 30 minutos, após rebote de Vanderlei, e do estreante Arboleda, aos 41, deram novo ânimo para os visitantes.
Na próxima quarta-feira (12), às 19h30, o Santos volta a campo para enfrentar o Atlético (MG), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG). Enquanto isso, o São Paulo recebe o Atlético (GO), na quinta-feira, às 19h30, no Morumbi, em São Paulo (SP).

Nenhum comentário: