Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Barco que virou ontem em Ponta do Curral pode estar ligado ao transporte irregular

ALÔ BAHIA » Úlltimas Notícias » Arquivo » Barco que virou ontem em Ponta do Curral pode estar ligado ao transporte irregular para Morro de São Paulo

Barco que virou ontem em Ponta do Curral pode estar ligado ao transporte irregular para Morro de São Paulo

Transporte irregular entre Salvador e o Morro de São Paulo corre solto e aumenta muito no Verão
Pertencente ao Governo do Estado, o Terminal de Morro de São Paulo também é utilizado pelos agentes que fazem o transporte irregular para Salvador, que têm até ''quadro de horários'' de saída. Não se sabe, ainda, se a Agerba, o órgão fiscalizador, tem conhecimento oficial da prática clandestina.
Pertencente ao Governo do Estado, o Terminal de Morro de São Paulo também é utilizado pelos agentes que fazem o transporte irregular para Salvador, que têm até ''quadro de horários'' de saída. Não se sabe, ainda, se a Agerba, o órgão fiscalizador, tem conhecimento oficial da prática clandestina.
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA
O barco de pequeno porte que virou ontem ao sair do atracadouro de Ponta do Curral, em Valença, para o Morro de São Paulo transportando 16 turistas, pode ter ligações com um esquema de transporte irregular que vem atuando há algum tempo entre Salvador e a Ilha de Tinharé.

Segundo o JORNAL DA MÍDIA apurou junto a operadores do transporte marítimo que atuam no terminal de Ponta do Curral, a embarcação estava a serviço de um agente que "atua por fora" (expressão usada pelo operador) do transporte oficial concedido pelo Estado e regulado pela Agerba.

Liberdade Irrestrita - O esquema de transporte irregular entre a capital e o Morro de São Paulo age com muita desenvoltura e com plena liberdade. O barco "Pura Liberdade", que virou ontem na Ponta do Curral, com 16 turistas, estava a serviço de um agente que mesmo sem concessão do Estado faz transporte marítimo para o Morro.

Perguntado se a Agerba tinha conhecimento desse transporte, o operador de Ponta do Curral disse por telefone ao JM que "achava que tinha", porque "de vez em quando" fiscais da agência do Governo do Estado são vistos tanto no Terminal de Morro de São Paulo como na Ponta do Curral.

Em Morro de São Paulo, o esquema de transporte irregular para Salvador também atua livremente, vendendo passagens a turistas sem nenhuma fiscalização. Tem até quadro de horários de saída tanto do Morro como da capital.

Socorro aos passageiros - Segundo nota da Capitania dos Portos, nenhum dos 16 passageiros a bordo do "Pura Liberdade" saiu ferido. Eles caíram no mar, mas foram socorridos por outras embarcações que estava na área do terminal de Ponta do Curral. Depois do acidente, a maioria dos turistas desistiu de atravessar para o Morro, retornando pela estrada para Salvador.

A nota da Capitania não informa se o "Pura Liberdade" tinha autorização para transportar passageiros ou se era vistoriado pela autoridade marítima, no caso a própria Capitania dos Portos. A Agerba também não se pronunciou - pelo menos até o fechamento desta matéria nenhum site de notícias havia divulgado nota da agência de regulação sobre o caso.

É Um Perigo - Alerta a Astramab - Ontem à noite, em nota à imprensa, a Astramab (Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia) voltou a pedir aos usuários que querem se deslocar de Morro de São Paulo para Salvador, "muito cuidado e cautela" ao adquirir passagens fora do Terminal Náutico da Bahia. Segundo a entidade, o transporte irregular para o Morro é um perigo, principalmente para os turistas que desconhecem os detalhes da operação.

''Há mais de um ano, a Astramab vem informando e alertando aos usuários - e pedindo providências às autoridades - , através dos meios de comunicação, para evitarem a utilização de transporte entre Salvador e o Morro de São Paulo, que não seja o oficial, o transporte regulamentado e fiscalizado, que é operado por embarcações vistoriadas pela Capitania dos Portos, que é a autoridade marítima, e com o serviço fiscalizado pela Agerba, agência estadual de transporte''.

Segundo a Astramab, com a chegada do Verão, ''agentes sem qualquer autorização dos órgãos fiscalizadores - Marinha e Agerba - e sem qualquer embarcação própria, intensificam as ações irregulares, fazendo transporte para o Morro de São Paulo sem qualquer critério e à margem da lei - via terrestre e marítima. Um verdadeiro risco para os usuários, especialmente para os turistas que chegam a Salvador e não conhecem as irregularidades''.
Do - jornaldamidia.com.brjornaldamidia.com.br

Nenhum comentário: