Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

terça-feira, 18 de junho de 2013

Secretário de Administração defende importância do Pacto por Ilhéus

Durante entrevista concedida no início da tarde desta terça-feira, dia 18, ao Programa Balanço Total, apresentado pelo radialista Jota Carlos, de segunda a sábado, pela Rádio Santa Cruz AM, o secretário municipal de Administração, Ricardo Machado, defendeu a importância do Pacto por Ilhéus. Para o gestor, as gigantescas dificuldades atravessadas atualmente pelo município, marcadas por dívidas deixadas pela administração anterior, folha salarial ainda acima do permitido pela lei e quedas constantes de receitas, reclamam a celebração de um grande pacto pelo futuro de Ilhéus.



“Como defende o prefeito Jabes Ribeiro, ou chamamos a sociedade para somar esforços, visando à eleição de ideias e estratégias conjuntas, ou não conseguiremos vencer esses desafios”, disse. O Pacto por Ilhéus, inclui a participação de representantes sindicais e de um Conselho de Observadores.
O secretário de Administração revelou que no início do governo já havia uma percepção preliminar, construída em boa parte pelos relatórios do Tribunal de Contas dos Municípios, das imensas dificuldades que caracterizavam as contas públicas da Prefeitura de Ilhéus. “No entanto, só após a apresentação do balanço financeiro do primeiro quadrimestre deste ano, é que passamos a ter um desenho fiel do brutal desequilíbrio que atualmente marca as contas públicas da administração municipal”, reconheceu.
No final da entrevista, Ricardo Machado reiterou o desejo do prefeito Jabes Ribeiro em não promover demissões. “Na sua imensa maioria, são pais e mães de família. E o prefeito é extremamente sensível a essa realidade. Só que ainda estamos muito acima dos 54% permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. E é aí que surge a necessidade de uma grande soma de esforços para definirmos onde poderemos cortar mais despesas”, completou, acrescentando que, com os esforços iniciais do governo, já foi possível reduzir a folha de pessoal de 74 para 65%.
 Da - Secretaria de Comunicação Social (Secom)-Ilhéus – 18.06.2013

Nenhum comentário: