Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Santa Casa de Itabuna lidera ranking na realização de transplantes na Bahia



Nesta quinta-feira (14) será comemorado o Dia Mundial do Rim, data marcada a cada ano na segunda quinta-feira do mês de março. O período é de comemoração, já que os meses de janeiro e fevereiro de 2013 situaram a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna como a primeira colocada em número de transplantes de rins realizados em toda Bahia. Única instituição credenciada pelo Ministério da Saúde para realização deste procedimento no interior do Estado, a Santa Casa foi premiada em 2012 com o Troféu Amigo do Transplante, premiação outorgada pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). 

Sobre os números, o Serviço de Transplante Renal da Santa Casa de Itabuna realizou 13 transplantes entre janeiro e fevereiro de 2013, enquanto o segundo colocado no ranking baiano registrou sete (07) transplantes renais, e o terceiro um (1) transplante de rins neste mesmo período. “É uma satisfação muito grande termos retomado o serviço há apenas um ano e já termos conquistado números que refletem um desempenho superior ao previsto nos primeiros anos de implantação de um serviço complexo como este. Melhor ainda é ter a certeza que este serviço reforça o compromisso filantrópico da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, beneficiando diretamente a comunidade local e a um público eminentemente do SUS”, declarou o urologista e coordenador da equipe cirúrgica do Serviço de Transplante Renal da SCMI, Fernando Cruz. 

 
O Serviço de Transplante Renal da instituição foi retomado em dezembro de 2011 e, passados 12 meses, já contabilizava 31 transplantes realizados. Neste período foram nove transplantes com doadores vivos, identificados a partir de exames de compatibilidade, e outros 22 transplantes com doadores falecidos, a partir de uma intensa parceria com a Central Estadual de Transplantes e com estruturas como a Organização para Procura de órgãos (OPO) e a Comissão Intra-hospitalar de Doação de órgãos e Tecidos (Cihdott). No total, são 44 transplantes realizados em 14 meses de trabalho.
    
Vida nova com novo rim 

Naice Bispo dos Santos de Almeida, 53 anos, foi uma das pacientes que recentemente recebeu um novo rim, órgão captado em doador falecido e encaminhado de Salvador para Itabuna pela Central Estadual de Transplantes. “Há 15 anos e dois meses fazia hemodiálise até que, no dia 24 de fevereiro pela manhã recebi uma ligação avisando que haviam identificado um novo rim para mim. Às 22h30min eu já saia do Centro Cirúrgico para viver uma nova vida”, declarou Naice. 

Aposentada por invalidez por conta da Insuficiência Renal Crônica, Naice já faz planos inéditos para um futuro bem próximo. “Tenho quatro filhos, três deles morando fora, além de dois netos. Meus planos agora é poder viajar e curtir um pouco minha vida ao lado deles”, registrou a paciente transplantada. 

Naice aproveitou para agradecer à família do doador que autorizou a doação do órgão, dizendo que “deseja que Deus abençoe a cada um deles e que só o Pai do céu pode retribuir o bem que fizeram por mim”. Sobre a possibilidade de realizar o transplante aqui mesmo em Itabuna, Naice disse que parece estar vivendo um sonho. “Descobri que tinha a doença e comecei a fazer hemodiálise em São Paulo, mas foi aqui em Itabuna que consegui realizar meu grande sonho, o transplante”, finalizou Naice. 

 Por - Jack Simões

Nenhum comentário: