Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Técnicos discutem ações para combate à dengue em Itabuna


        Técnicos da Secretaria Municipal da Saúde e da 7ª Dires estiveram reunidos hoje (22), no Departamento de Vigilância à Saúde para avaliar a situação da dengue em Itabuna e adotar uma série de medidas visando evitar uma epidemia no verão, uma vez que circula em Itabuna o vírus tipo IV para o qual a população não tem resistência.

Segundo o diretor da Vigilância à Saúde, Florentino Souza Filho, Itabuna tem uma infestação predial de 18,4%, que é muito elevada e por isso é considerada uma área de risco pelo Ministério da Saúde. Este ano, a cidade registrou 6,4 mil casos de dengue, com dois óbitos: “nós mantemos um acompanhamento permanente da situação em conjunto com a Sesab e em reuniões do Comitê Municipal de Combate à Dengue”.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Márcia Falcão Souza informa que de acordo com a Estratégia do Plano Nacional de Combate à Dengue, a partir de agora, será efetivada a coleta de 100% dos sorotipos e o material deverá ser enviado ao Laboratório Central, em Salvador. Ela explica que a equipe técnica da SMS está concluindo o Plano de Contingência de Combate à Dengue que envolve Prefeitura, Sesab, além da própria sociedade civil organizada.

Por determinação do Ministério da Saúde, Itabuna também integra a partir de dezembro, segundo José Batista de Matos, da 7ª Dires, a Rede Nacional de Monitoramento da Resistência do Aedes aegipty a Inseticidas, o Ovitrampas, através da coleta de ovos do mosquito para testes em laboratório. Ações similares estão em execução nas cidades de Juazeiro e Jacobina

Medidas de Prevenção

O combate à dengue tem como foco principal a eliminação dos criadouros e ações para evitar a reprodução e proliferação do mosquito aedes aegypti, daí a importância da sensibilização da comunidade para que as pessoas não deixem água parada em pneus fora de uso.  Neste caso o ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água. 

Outra recomendação é para não deixar água acumulada sobre a laje e nas calhas das casas e apartamentos, além de limpeza constante das caixas de água e depósitos, que devem ser mantidas sempre fechados e vedados. 

As piscinas devem ter tratamento de água com cloro e as que não forem utilizadas devem ser desativadas e mantidas sempre secas. Garrafas, latas, vasilhas e copos devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo.  Também é recomendado não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada. 
Por: Kleber Torres

www.itabuna.ba.gov.br

Nenhum comentário: