Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Interação Social discute projeto do Porto Sul



Políticos, empresários, representantes do governo muncipal e da sociedade civil organizada estiveram reunidos com técnicos da Secretaria de Relações Institucionais (Serin),  da Sondotécnica e da Bahia Mineração (Bamin) para um Encontro de Interação Social com o objetivo de discutir o projeto de licenciamento ambiental do Porto Sul, em Ilhéus. O debate no auditório da Câmara Municipal de Itabuna precede a realização de uma audiência a ser realizada em 30 de maio.
Segundo o coordenador de articulação social da Serin, Roque Peixoto, o encontro de Itabuna  ocorre em paralelo a uma série de audiências iniciadas na região sul da Bahia, reunindo um público qualificado e que reúne representantes da sociedade civil organizada: “O nosso objetivo neste encontro de interação social é o de atualizar informações sobre o licenciamento do Porto Sul”, argumentou.
Audiência
O debate inclui uma análise dos diversos  aspectos relativos ao processo após a realização da primeira audiência pública já realizada em Ilhéus e que está sendo ampliada para outros municípios da região.  Citando como exemplo o caso de Barro Preto, onde a audiência reuniu um público de 70 pessoas, representando os diversos segmentos da população, “aqui em Itabuna estamos reunindo mais de 150 pessoas na Câmara Municipal, também com um público qualificado numa espécie de mobilização para a audiência do dia 30”, complementou Peixoto.
Ele considera que o início das obras depende da autorização de licenciamento do Ibama, que apresentou uma série de condicionantes que estão sendo cumpridas,  informando que em função deste fator não há ainda um prazo definido para o início das obras. O projeto inclusive sofreu alterações com a diminuição da área do polígono do porto de 4 mil para 1,8 mil hectares em função de demandas dos integrantes de assentamentos e de projetos de agricultura familiar.
Importãncia
O presidente da Câmara, Ruy Machado, destacou a importância do debate que teve como  palco o plenário do Legislativo itabunense e defendeu a construção do porto como alternativa para a retomada do desenvolvimento regional, com a busca de novas alternativas econômicas, o que beneficia Itabuna como um polo regional de comércio e serviços.
O secretário municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Marcelino, destacou também a importância econômica do porto e do debate sobre questões ambientais, um assunto que está na ordem do dia.  Já o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Eduardo Fontes, defendeu a aceleração do projeto cujo atraso pode comprometer a operacionalização futura da Ferrovia Oeste Leste (Fiol), que vai escoar o minério produzido em Caetité.

Nenhum comentário: