Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Região Metropolitanado Sul da Bahia discutida na FTC

 Lideranças políticas, dirigentes de entidades de classe, sindicalistas e representantes de outros segmentos da sociedade regional acompanharam as discussões em torno da criação de uma Região Metropolitana, realizada na última sexta-feira (8), na Faculdade de Tecnologia e Ciências, em Itabuna.

O evento contou com esclarecimentos da professora titular da Universidade de São Paulo (USP), Adélia de Souza, e do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Aldo Aluízio Dantas da Silva, que ratificaram a instalação de uma RM do Sul da Bahia.

A mesa de discussões foi iniciada com a participação do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo; do chefe de Gabinete do prefeito de Ilhéus, José Nazal; do presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste (Amurc), Cláudio Dourado; do coordenador da AMItabuna – Organização Não-Governamental, Alah Góes; dos deputados, federal Roberto Brito e estaduais, Gilberto Santana e Augusto Castro, além do vereador Wenceslau Júnior e o diretor da FTC, Cristiano Lôbo.

Desde o ano de 1989, existe uma iniciativa dos deputados Daniel Gomes e Antônio Menezes, de criar a Região Metropolitana de Itabuna, que foi provado pela Assembleia Legislativa, mas não saiu do papel. Agora, a partir da indicação de n° 18.466/11 do Deputado Coronel Santana, a Região Metropolitana do sul da Bahia, envolvendo as cidades de Itabuna e Ilhéus, além dos municípios circunvizinhos poderá ser criada, mas depende da elaboração de um projeto a partir do Governo Estadual, para ser encaminhada ao Poder Legislativo.

Por conta disso, foram realizadas discussões e esclarecimentos a população em torno do que consiste uma RM e os seus benefícios com a criação de uma gestão compartilhada.

De acordo com Alah Góes, análise foi feita por dois especialistas em Região Metropolitana, a professora titular da USP, Adélia de Souza, e o professor da UFRN, Aldo Aluízio Dantas da Silva, para verificar se é possível se formar uma RM com dois Polos entre Itabuna e Ilhéus. “Além disso, informar a população sobre o que é Região Metropolitana, para que serve, como funciona esse mecanismo, entender o que se trata para depois abraçar essa causa”, destacou Góes.

O Prefeito Capitão Azevedo, que acompanhou atentamente a apresentação das ideias em torno de uma conexão entre os municípios, ressaltou ser uma iniciativa válida, capaz de trazer benefícios a população da Região sul da Bahia. “A Região Cacaueira precisa se mobilizar e essas discussões, pois é uma oportunidade para se ter conhecimento sobre o que significa a Região

Metropolitana e a partir disso, formar uma corrente positiva, pois nós temos que unir, buscando uma causa só, que é o bem estar de todos”, revelou o Chefe do Executivo de Itabuna.

Análises

Na abertura das discussões, a professora Adélia de Souza expôs sobre a importância e a necessidade urgente de instituir uma Região Metropolitana no Sul da Bahia, pelo papel que ela pode desempenhar no Estado Baiano de interligação entre o Centro-Oeste e Sul do Brasil. “Eu acho que ela tem um papel estratégico no contexto nacional muito importante, e é assim que tem que ser verificada a RM. Não se pode olhar para dentro é preciso olhar para o país e para o funcionamento do Mundo”, destacou a professora que instituiu a Região Metropolitana de São Paulo, em 1968.

  Em seguida, o professor da Aldo Aluízio Dantas da Silva discutiu alguns conceitos relativos a formação e implementação da Região Metropolitana do Sul da Bahia. Durante a sua apresentação foram expostos argumentos técnico-científicos no sentido da implementação dessa região, além de mostrar aos presentes que é necessário criar um organismo de gestão coletiva, com a finalidade de evitar o planejamento de forma extemporânea.

Benefícios
O presidente da Amurc, Cláudio Dourado revelou que a entidade vem trabalhando no sentido de promover aos municípios afiliados as condições favoráveis de administrar, implementando nesse contexto a criação de uma Região Metropolitana para planejar melhor todo o Sul da Bahia. Para isso, tem-se buscado o melhor entendimento no que consiste a RM e os seus benefícios, que poderão se concentrar na coleta de lixo, serviços de infraestrutura, segurança pública, telefonia, captação maior de recursos, entre outros melhoramentos.

Com a criação da Região Metropolitana, Dourado acredita no desenvolvimento das ações políticas nos municípios. “Nós teremos ações descentralizadas, não só no eixo entre Ilhéus e Itabuna, mas eles irão ter participações objetivas tanto na questão administrativa, educacional, na indústria, no sentido de ser uma administração compartilhada, no qual todos os municípios teriam os ônus e os bônus que ficaria uma situação muito mais confortável para essas regiões”.

Para o chefe de gabinete da Prefeitura de lhéus, José Nazal a proposta da criação da região metropolitana é bem recebida entre as lideranças ilheenses, e para que a população entenda melhor o tema o próximo debate será realizado em Ihéus.

Por: Viviane Cabral – Fotos: Vinicius Borges 11/07/11 

Obras em Itabuna
Bairro Jorge Amado receberá redes de esgotamento sanitário e pavimentação

 O bairro Jorge Amado receberá serviços de esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação, cujo início das obras deverá ser anunciado ainda esta semana, pelo prefeito Capitão Azevedo e está dentro do cronograma elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur). As obras foram viabilizadas por uma emenda do Deputado Federal Luis Argolo, quando ele ainda era Deputado Estadual.  

Segundo o titular da Sedur, José Alencar, os serviços de saneamento básico e infraestrutura espalhados em toda a cidade, atendem a determinação do prefeito Capitão Azevedo que tem direcionado atenção especial para a melhoria da qualidade de vida da população, em especial a que vive na periferia de Itabuna.

Neste sentido, também estão sendo realizados serviços de infraestrutura nos bairros da Urbis IV, onde já foi iniciada a terraplanagem de ruas e transversais, e no São Caetano. Nesse bairro, operários trabalham na cobertura do canal, que receberá ainda asfaltamento entre avenida Princesa Isabel e a rua São José. A obra é uma reivindicação antiga dos moradores, segundo explicou o secretário.

Já no bairro Vila Anália, a prefeitura iniciou neta segunda-feira (11), serviço de asfaltamento nas principais ruas e transversais que totalizam mais de seis quilômetros de extensão. No mesmo bairro já foi concluído o trabalho de nivelamento e encascalhamento de ruas e transversais.

O secretário José Alencar revela que foram concluídos os serviços de saneamento básico e de asfaltamento nas principais ruas nos bairros de Zizo, Pedro Jorge, Jaçanã, e Califórnia. Além destas intervenções, a Prefeitura de Itabuna mantém equipes de operários e máquinas em diversas áreas da cidade, com serviços de terraplenagem,  limpeza de canais e tapa buracos, um serviço rotineiro e indispensável em toda a cidade.

Cidade em obras

Alencar explicou que esse tipo de serviço se faz necessário constantemente, principalmente nos corredores de ônibus, em função do desgaste natural provocado pelo grande fluxo de veículos pesados e pela própria ação do tempo, por isso não pode ser interrompido. 

“Temos hoje uma cidade em obras e não apenas pela presença da prefeitura na periferia, mas, também, em áreas centrais como a grande obra do canal do lavapés, em toda a extensão da avenida Amélia Amado”. A obra tem um investimento de R$ 12,8 milhões, resultado de um convênio com o Ministério da Integração e segue em ritmo normal conforme assegurou secretário.   
Por:Rosi Barreto - Fotos: Vinicius Borges – 11/07/11    

Nenhum comentário: