Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Rui Costa participa do Festival Internacional do Chocolate em Ilhéus


A abertura da 11ª edição do Chocolat Bahia - Festival Internacional do Chocolate e Cacau, em Ilhéus, contou com a presença do governador Rui Costa na tarde desta quinta-feira (18). Realizado no Centro de Convenções do município, o festival tem a participação de 170 expositores e reúne 70 marcas de chocolate de origem. 

 

"Cada vez que venho ao evento, eu fico mais entusiasmado e otimista. Ele representa o ressurgimento da economia do cacau. Estamos saindo daquela lógica de exportar o cacau in natura para agregar valor. É impressionante a qualidade e a diversidade de produtos. Também já temos garantida a presença do estado na feira do chocolate de Paris", afirmou Rui. 

Considerado o maior evento de chocolate de origem do Brasil, o festival segue até o próximo domingo (21). "A expectativa é de mais de 60 mil pessoas em quatro dias de evento. É um público de todo Brasil e do exterior. O primeiro dia já é um sucesso absoluto. Estamos felizes com o resultado alcançado e, principalmente, porque conseguimos agregar valor na produção de cacau e colocar essa região no patamar que ela sempre esteve: de referência mundial na produção de cacau, chocolate e turismo", explicou o organizador do Chocolat Bahia, Marco Lessa. 

O festival recebe apoio do Governo do Estado, por meio de diversas secretarias. Durante o evento, especialistas nacionais e internacionais discutem as tendências do setor no mundo. Palestras, workshops e cursos também fazem parte da programação. 


CACAU E CHOCOLATE
 O secretário estadual de Turismo, Fausto Franco destaca que “esse evento é importantíssimo para fomentar a economia da região. Ilhéus, que já conta com belezas naturais, uma rica cultura e a magia de Jorge Amado, agora tem o chocolate como fator de agregação ao turismo”. Para o secretário de Agricultura, Lucas Costa, “temos apoiado a evolução da produtividade do cacau, investindo no acesso à crédito, assistência técnica e produção de mudas de qualidade na Biofábrica”.
 O secretário de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes ressalta que “através de programas como o Bahia Produtiva, a agricultura familiar vem se destacando na produção de chocolates de origem e um exemplo é o  Bahia Cacau, que hoje comercializa seus produtos em vários estados do Brasil”.  Já a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro   disse que “o desenvolvimento de tecnologias e a transformação dessas tecnologias em processos de produtos e serviços impacta diretamente em toda a cadeia produtiva do cacau e chocolate,  incluindo assentamentos e pequenas propriedades rurais da agricultura familiar”.
 Davidson Magalhães, secretário de Trabalho, Emprego e Renda, afirma que “o adensamento do cultivo de cacau, com a produção de chocolate e seus derivados, com investimentos na economia solidária e apoio a comercialização, é um trabalho que estamos intensificando no Sul da Bahia”. Para o secretário de Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, “a produção de cacau, através do sistema cabruca, contribui para a conservação do meio ambiente. A produção de chocolate consolida um processo estratégico e dá uma nova dimensão à economia regional”.
 O coordenador do Chocolat Festival, Marco Lessa destaca que “a cada ano o Festival se consolida como um evento impulsionador da economia regional, A ampliação das marcas  e os investimentos na qualidade das amêndoas e do produto final, permitem a criação de um polo chocolateiro, com imenso potencial de mercado no Brasil e no Exterior, onde existe uma demanda crescente de chocolates de origem”. Secom

Nenhum comentário: