Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Caps AD faz palestra sobre prevenção de drogas em Itabuna




O uso de drogas cada vez mais frequente, principalmente entre os jovens, tem se constituído num dos maiores desafios da sociedade atual. Por esse motivo, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD) de Itabuna tem promovido palestras para falar sobre a importância da prevenção e combate às drogas. Uma das palestras foi realizada na tarde da última quinta-feira (12), no 15º. Batalhão da Policia Militar (BPM), no bairro Jaçanã.

O coordenador do CAPS, José Messias dos Santos, disse que é importante a que a Segurança Pública da Bahia (SSP-Ba) reconheça e tenha em mente o trato com os usuários de algum tipo de droga. Para Messias, o usuário de drogas é considerado um doente e, como tal, precisa de atenção diferenciada e tratamento. “Temos o CAPS AD que pode ser visto hoje como uma referência no atendimento, tratamento e acompanhamento no município”.


Para este segundo semestre de 2018, o coordenador disse que a equipe multidisciplinar, formada por psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais, educadores físicos, enfermeiros e mais umas equipe técnica, vai intensificar, ainda mais, o trabalho de prevenção quanto ao uso de drogas.

Uma das formas mais importantes da prevenção destacada por ele é a informação que deve ser repassada principalmente com instituições parceiras, como o 15º. Batalhão da Policia Militar, que tem uma atuação importante no trabalho de repreensão. Para o coordenador do CAPS AD, as escolas de Itabuna e da região também precisam trabalhar ainda mais na prevenção, destacando para os estudantes os problemas e efeitos que a droga produz no usuário e por extensão na família e na sociedade como um todo.

“O consumo de drogas, mais do que um problema legal ou social, virou uma questão de saúde pública e que por isso mesmo os municípios devem adotar medidas preventivas com a participação de diversos segmentos como as instituições públicas e particulares, religiosas e de ensino, ONG'S e demais setores da sociedade”.

Nenhum comentário: