Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

"O Governo não ouve o povo", declara cidadão ilheense

Por - Anna de Oliveira - Durante ato do movimento “SOS Hospital Regional”, realizado esta semana na Praça JJ Seabra, último dia 20, o manifestante Alan Marinho denuncia em entrevista a situação da saúde do município de Ilhéus. Além de criticar a falta de diálogo dos Governos com a população, tanto por parte do Estado quanto do Município, diante da não realização de audiências públicas, reclamou da gestão municipal em face da determinação de fechar o Hospital Regional Luiz Viana Filho.
Após 47 anos de funcionamento no perfil adulto de urgência, emergência e ambulatorial, o Governo da Bahia e do Município de Ilhéus estão prestes a fechar o único Hospital de portas abertas da cidade, sem com isso já se encontrar equipada e estruturada a saúde do município, sobretudo a Atenção Básica, que nas atuais condições de todas as 44 unidades básicas, PSF’s e postos das zonas rurais da cidade, encontram-se deficientes para realizar adequadamente os atendimentos, com carência de estrutura física, precisando de reforma imediata ou construção, conforme mandam as determinações do Ministério da Saúde.
As demandas do atendimento ambulatorial, antes absorvidas pelo Hospital Regional, hoje terão que ser descentralizadas para as unidades de saúde da cidade, nas condições em que se encontram, de tal forma que ninguém sabe realmente como vai ficar a situação do povo, já que o Hospital Costa do Cacau não faz atendimento ambulatorial.
Confira a entrevista aqui.

Nenhum comentário: