Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Itabuna quer inclusão de todas as pessoas com deficiência no BPC do Governo Federal

Secretária Sandra Neilma
A Secretaria de Assistência Social (SAS) pretende incluir todas as pessoas com deficiência em Itabuna, no Cadastro Único – Cad Único, para o recebimento do Beneficio de Prestação Continuada (BPC). O programa integra o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), do Governo Federal e já é pago aos idosos cadastrados no município.

Para garantir o benefício a SAS, por meio do Departamento de Combate à Pobreza necessita confirmar o cadastro das mais de 2.770 pessoas com algum tipo de deficiência. A lista com o nome destas pessoas está no site da prefeitura (http://www.itabuna.ba.gov.br/, na sede da secretária de Assistência Social, (praça principal do bairro Góes Calmon) e nos centros de Referencia de Assistência Social, que funcionam na  Rua F. 16 (ao lado do Tiro de  Guerra, no bairro Jardim Grapiuna) e no Caminho Sete, 231 na Urbis IV. O atendimento, de segunda a sexta-feira das 7:30 às 14hs.

A titular da SAS, Sandra Neilma Costa, explicou que o Benefício da Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) garante um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com idade a partir de 65 anos que comprovem não possuir renda ou meios de se se sustentar, juntamente com a família.


“Para ter direito a esse beneficio é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja menor que 1/4 do salário-mínimo vigente”, disse a secretária. Ela lembra que, por se tratar de um benefício assistencial, não é preciso que a pessoa tenha contribuído com o INSS. Sandra Neilma informa também que o beneficiário do  BPC  recebe 13º salário e não deixa pensão por morte.

Já a diretora do Departamento de Combate à Pobreza, Caroline de Oliveira Suzart, informou que no ano passado a prefeitura concluiu o cadastramento de idosos que hoje já tem assegurado o benefício de um salário mínimo. Esse mesmo valor será pago às pessoas com deficiência que se cadastrarem em Itabuna. “Esse rendimento mensal assegurado por lei, permite o acesso de idosos e pessoas com deficiência à uma vida melhor e mais digna, que é justamente o que propõe a assistência social de Itabuna”, concluiu a diretora.

Nenhum comentário: