Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Mensagem de Natal do prefeito Fernando Gomes

 Mensagem de Natal do prefeito Fernando Gomes inclui pacote de obras para 2018

          Em sua mensagem de Natal durante entrevista na TVI, o prefeito Fernando Gomes fez uma retrospectiva das dificuldades superadas no primeiro ano de governo e a expectativa de deflagração de um pacote de obras em 2018, que contemple a conclusão do Teatro Municipal, através de uma parceria com o governo do estado e a inauguração da barragem do rio Colônia, o que vai permitir reservar água para o abastecimento da população itabunense nos períodos de estiagem prolongada. As ações incluem obras de mobilidade urbana e pavimentação de ruas.

         Ele destacou ainda, como projeto para o próximo ano, a construção da nova ponte sobre o rio Cachoeira e a inauguração da passarela da Ilha do Jegue, já em fase de conclusão. O pacote de obras anunciado por ele inclui ainda a implantação do Parque da Cidade numa área de 40 hectares e a interligação da BR 101 à BR 415 através do Hospital de Base.

        Há ainda, segundo o prefeito, a expectativa de uma grande obra anunciada recentemente em Itabuna pelo governador Rui Costa: a duplicação da BR 415 trecho Ilhéus-Itabuna e a implantação da Policlínica regional, projeto que depende agora apenas da aprovação pelo legislativo local para formação de um consórcio intermunicipal.

        A mensagem natalina foi encerrada por Fernando Gomes ao desejar “às famílias de Itabuna, de Ilhéus – cidade que me outorgou um título de cidadania – e da região um Feliz Natal e a expectativa de um ano novo de realizações de sonhos e desejos, que seja bom não apenas para Itabuna e Ilhéus, como também para a Bahia e o Brasil, com dias melhores para todos.

Leia maisPrefeitura de Itabuna programa revitalização de praças e jardins + Alunas da Fundação Marimbeta apresentam “Kaolin, a luz da flores” + Assistência Social promove festa para crianças do Residencial Jubiabá e Lei municipal considera Ceplac como patrimônio imaterial e científico do município de Itabuna


Prefeitura de Itabuna programa revitalização de praças e jardins


A prefeitura de Itabuna segue empenhada em trabalhar pela revitalização dos espaços públicos. A partir de uma determinação do prefeito Fernando Gomes, a Secretaria de Administração está planejando a recuperação de praças e jardins da cidade. Inicialmente a prefeitura fará intervenções para requalificação das praças Olinto Leoni e Camacã, no Centro e na praça dos Capuchinhos, no bairro Conceição.

De acordo com o secretário Dinailson Oliveira, o planejamento prevê a revitalização de todas as praças do município que, segundo ele, foram encontradas em estado de total abandono por parte das gestões anteriores. O secretário lembra que espaços como a praça Otávio Mangabeira (Camacã) era uma opção de lazer para a população, e lamenta a situação deterioração daquele espaço.

“É importante que a família itabunense ocupe os espaços públicos e para isso é preciso ter opções de lazer e entretenimento”, destaca Dinailson Oliveira, informando que com as intervenções toda a infraestrutura das praças serão recuperadas de forma gradual, abrangendo desde a revitalização dos parques infantis à melhoria dos bancos e das calçadas, passando pela parte de paisagismo  por meio da plantação de árvores nativas.

         Ao comentar que muitos projetos já estão prontos e que muitas medidas paliativas já foram tomadas de modo a melhorar as condições de algumas praças do município, Dinailson Oliveira destaca a importância da passarela sobre o Rio Cachoeira para a valorização das praças que estão situadas nos dois lados de acesso ao equipamento que será inaugurado em janeiro de 2018. Para o secretário Dinailson, esse é o início de uma nova etapa na vida da cidade que ganha uma nova fisionomia e investe na retomada do desenvolvimento.   

Alunas da Fundação Marimbeta apresentam “Kaolin, a luz da flores”

Um espetáculo bonito de ver, sentir e aplaudir foi apresentado na noite de terça-feira (19), pelas alunas do Sitio I, no bairro no bairro do Antique numa promoção da Fundação Marimbeta. As “atrizes” incorporaram os personagens da história e fizeram uma demonstração do espetáculo “Kaolin, a luz da flores”.  Elas também mostraram no palco e para o público convidado, o que aprenderam durante o curso de dança.

A presidente da Fundação Marimbeta, Cleonice Almeida, elogiou a performance das alunas, ao destacar a importância do projeto e em especial a dança, que ela considera  uma das artes mais importantes para a expressão humana e também para a saúde e o lazer, de quem a pratica.

“A dança também é uma forma de comunicação, como nesse espetáculo, por exemplo, que contou a história de uma bela índia chamada Kaolin, muito bem interpretada pela aluna Zuleide Teles”.  Cleonice também elogiou a atuação das alunas Eduarda Novaes (que interpretou Aritana) e Laís Oliveira (Mãe Natureza) e do diretor Neto Santos, interpretando o Pajé.  

O diretor do espetáculo, Neto Santos, responsável pelo Ballet Neto Santos, da FMSICA, fez com que os alunos incorporassem os personagem da história que dá nome ao titulo. Ele conta que há muito tempo as florestas tinham muitas tribos indígenas, “e os índios que ali viviam cuidavam e protegiam a terra, porque também foram os primeiros donos dela”.

         Sobre Kaolin, o diretor conta que era uma linda índia tupã, adotada pela mãe natureza e que se tornou uma forte protetora da floresta topical e de seus habitantes. “Ela nos faz acreditar na luz que encadeia nossas almas, despertando nossa fé no sagrado”.

Participaram também do evento, além de diretores da Fundação Marimbeta, representantes das secretarias de Educação e de Desenvolvimento Urbano (Sedur). O encerramento do espetáculo culminou com a entrega de certificado às alunas que concluíram o curso.  

 Assistência Social promove festa para crianças do Residencial Jubiabá



Uma tarde de alegria, descontração, muitas brincadeiras, lanches e sorteios de brindes para as crianças que moram no Residencial Jubiabá, no bairro Nova Ferradas. Esta é a programação do próximo sábado (23) que a Secretaria Municipal de Assistência Social elaborou para os moradores daquela área.

A tarde recreativa terá inicio às 13 horas na área de lazer do Jubiabá e faz parte das ações solidárias para celebrar o natal das famílias atendidas nos diversos programas sociais desenvolvido pela SAS em Itabuna.

Durante toda à tarde, as crianças vão se divertir em diversos tipos de brinquedos como pula-pula, banho de espuma e um momento aguardado com muita expectativa: o bingo solidário que tem como prêmio cestas básicas para as famílias do local. Cada família recebeu apenas uma cartela carimbada e assinada pelos diretores do projeto.

A titular da secretaria, Sandra Neilma Costa, explicou que as atividades que vem sendo realizadas com diferentes públicos, fazem parte do Projeto Trabalho Social, executado pela Assistência Social por meio da Empresa ENDES, terceirizada do Município.

Lei municipal considera Ceplac como patrimônio imaterial e científico do município de Itabuna


       Ao participar do lançamento do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural, no auditório da Unime, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes sancionou a lei 2.417 que declara a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – Ceplac – como Patrimônio Imaterial e Científico do Município de Itabuna. O projeto que reconhece a contribuição da instituição ao desenvolvimento econômico, técnico, cientifico e de preservação ambiental do município foi apresentado no legislativo pelo vereador Robson Sá.
     
 O diretor de agricultura da Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, Erlon Botelho, considera que ao sancionar a lei, o prefeito Fernando Gomes torna Itabuna protagonista de um novo momento para a região cacaueira baiana: “este é o primeiro passo para a indicação da Ceplac como patrimônio da humanidade pela ONU em reconhecimento pela sua contribuição para a preservação da biodiversidade do planeta”, argumentou.
   
    Botelho destaca que o reconhecimento internacional da Ceplac vai permitir não apenas o desenvolvimento de políticas de fomento para o setor agrícola, como também a captação de recursos para uma das regiões com a maior biodiversidade do planeta, o que foi preservado graças aos 250 anos de cabruca, um sistema ecológico de cultivo agroflorestal baseado na substituição de estratos florestais pelo plantio de cacau de forma descontínua e circundado por vegetação natural, preservando  os sistemas remanescentes da Mata Atlântica.

Nenhum comentário: