SÃO JORGE AO LADO DE DEUS NOS PROTEJA

Oração Poderosa de São Jorge para Quebrar Demandas e Vencer na Vida. São Jorge, guerreiro vencedor do dragão, Rogai por nós. Ó São Jorge, meu guerreiro, invencível na Fé em Deus, que trazeis em vosso rosto a esperança e confiança abra os meus caminhos. ... Com o poder de Deus, de Jesus Cristo e do Divino Espírito Santo. NOS LIVRE DESSA PANDEMIA.

Não jogue lixo no Rio Cachoeira, ele é o nosso maior patrimônio natural.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

"GRITO SEM ECO" EM IBICARAÍ TEVE NOITE MÁGICA DE MUITA POESIA


Com grande sucesso, assim como aconteceu em Itabuna, o  primeiro livro de pensamentos e poesias, intitulado Grito Sem Eco, com prefácio do professor Raimundo Osório do Couto Galvão e apresentação do jornalista Nilson Andrade da Silva, ambos já em outra dimensão,  o poeta e jornalista Joselito dos Reis lançou ontem (26) à noite no auditório professor Oscar de Queiroz Mattos, da Câmara Municipal, o  seu livro em Ibicaraí, sua terra natal.
Naquela, cidade, o evento, contou com a presença de inúmeros convidados, da  vice-prefeita e Secretária de Educação, Adriana Assis representando, também, o prefeito Lula Brandão, além de vários poetas locais, com a exceção de Adeildo Marques, presidente do Clube do Poeta Sul da Bahia, que brindaram ao público, com um grande recital de poesia, encantando  e colorindo a noite, com chave de ouro. Entre os poetas estavam: Hugo Vieira, Airam Assis (Tia Lola),Rosevaldo Menezes (Kalango), Lan e Tuti, que recitou um poema de sua autoria, dedicado à Professora Valdir  Pinto, fundadora das Faculdades Montenegro.

Os jornalistas Paulo Lima e Waldyr Montenegro que fizerem as considerações ao anfitrião da noite,  conduziram o cerimonial, quando destacaram, também, a trajetória humilde, de luta e de trabalho do poeta, especialmente, o seu grande trabalho como um grande defensor da poesia regional. A secretária de educação, elogiou a atitude do poeta de não ter esquecido a sua terra, enfatizando que foi um grande gesto, e que outros "Joselitos" apareçam. Na oportunidade o poeta fez a doação de dez exemplares de seu livro para a rede municipal de ensino de sua terra e outro para a Biblioteca Pública Municipal "Professora Valdir Pinto Montenegro Mattos".
  
  Ao final, Joselito dos Reis agradeceu,  em nome de Deus,   àquele momento, de retornar à cidade onde nasceu, após seis década para lançar seu livro, "um grande orgulho para mim", quando atendendo solicitação dos presentes recitou o seu poema "Abandono" voltado para o social e suplica amparo às crianças de rua e abandonadas.  Expôs, também, a importância da poesia para vencer as barreiras da vida, dentro desse mundo desigual, e explicou o porquê, de ter escolhido o título "Grito Sem Eco"; para seu livro; "porque antes ouvíamos o nosso próprio grito e hoje não, mas o eco vocês vão descobrir no livro".
















Fotos: Waldyr Montenegro

Nenhum comentário: