Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Prefeito de Ilhéus é homenageado pelo Detran Bahia


 
O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, e o diretor da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Sutran), Gilson Nascimento, foram homenageados pelo diretor-geral do Detran na Bahia, Lúcio Gomes, ontem (21) à noite, durante solenidade ocorrida no Seminário de Trânsito “A minha escolha faz a diferença”, promovido pela 13ª Ciretran, no auditório do Hotel Barravento em Ilhéus.


O reconhecimento é pelo trabalho que vem sendo executado em Ilhéus em defesa da segurança viária. Além das duas autoridades municipais, promotores públicos, empresários e a professora Ana Lívia Rosa, viúva do ex-vereador Carlos Alberto França, vítima de trânsito este ano, também foram homenageados na solenidade.

“O reconhecimento da força política regional reforça a evolução do trabalho do Detran baiano e coloca a instituição no patamar do bem servir à comunidade”, destacou Lúcio Gomes. Para o prefeito de Ilhéus é importante e essencial para a melhoria da mobilidade urbana e da segurança do trânsito de Ilhéus, que esta parceria seja valorizada, resultando em ações que melhorem a vida das pessoas e dos motoristas.

Palestras - Durante o evento, foram palestrantes da noite a psicóloga Rosângela Montalvão, que falou sobre o tema central do seminário, “A minha escolha faz a diferença”.  De acordo com a psicóloga, o trânsito é um lugar de interação social que precisa que as pessoas estejam bem, porque automóveis são conduzidos por pessoas. “No Brasil, sentimos falta do investimento na educação desde a infância”, lamentou.

Também proferiu palestra o diretor geral do Detran, explicitando o novo momento de modernidade e de tecnologia vivenciado pela instituição. “Ao oferecermos um serviço de excelência podemos, também, exigir mesma qualidade na formação dos nossos motoristas”, destacou. “Estamos lançando também o projeto “O Trânsito é Legal”, que vai levar informação e educação para as crianças. O trânsito precisa ser melhor ordenado. Nós precisamos fazer escolhas, escolhas responsáveis”, destacou.

Economia - Essa melhoria, explica Lúcio, tem relação direta com a economia que pode ser proporcionada ao estado, em decorrência dos acidentes de trânsito. “Se cerca de 2.275 pessoas não tivessem morrido e outras 1.004 não tivessem ficado inválidas na Bahia, em 2016, o estado teria fechado o ano com cerca de 4 bilhões de reais a mais nos cofres públicos”, exemplificou. O valor corresponde a cerca de 1,55 por cento do PIB estadual.

O evento realizado em Ilhéus teve o objetivo de fazer a sociedade refletir sobre os índices de acidente, chamando os usuários da malha viária para ser parceiros de iniciativas que resultem na queda dos números da violência do trânsito em todo o estado.

Nenhum comentário: