DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991 E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Fernando Vita participa de painel sobre a reforma política realizado pela Escola Judiciária Eleitoral


O vice-prefeito de Itabuna, Fernando Vita participou, no auditório da Faculdade de Ilhéus, de um painel sobre a Reforma Política. Ele representou o prefeito Fernando Gomes num debate como parte da programação de aula magna daquela instituição de ensino superior, com a participação de integrantes da Escola Judiciária Eleitoral (EJE/BA).

O evento marcou o encerramento das atividades do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), que transferiu semana passada a sua sede para Ilhéus como parte da programação que marcou os 85 anos da instalação da Justiça Eleitoral na Bahia. A programação incluiu Itabuna, onde foram assinados dois acordos de cooperação técnica entre o TRE e o governo municipal, sendo o primeiro para cadastramento biométrico dos eleitores da 27ª e da 28ª zona eleitoral, e o segundo para o projeto Eleitor do Futuro.


            Para Fernando Vita, o debate foi sobre um tema atual e que preocupa aos políticos, acadêmicos e ao conjunto da população, incluindo uma série de reflexões em torno da reforma política, com a possibilidade de mudanças nas principais leis eleitorais que envolvem a Lei das Eleições, Lei dos Partidos Políticos, Lei de Inelegibilidade e Código Eleitoral.

Os debates foram coordenados pelo diretor da EJE de Pernambuco, o desembargador Delmiro Dantas Campos Neto; e pelo diretor da EJE Mato Grosso do Sul, Daniel Gomes da Costa. Na agenda dos debates foram incluídos temas como a obrigatoriedade do voto, a inclusão do distritão, além de polêmico voto em lista fechada para deputados e vereadores, e do financiamento público de campanha.

Nenhum comentário: