DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991. O FORRÓ DO KARUÁ E DJ GUIGUI FARÃO A ANIMAÇÃO! E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

segunda-feira, 3 de julho de 2017

SERASA EXPERIAN: INADIMPLENTES CHEGAM A 61 MILHÕES EM MAIO

SERASA EXPERIAN
INADIMPLENTES CHEGAM A 61 MILHÕES EM MAIO, MAIOR VOLUME EM CINCO ANOS
NO MÊ SPASSADO, 900 MIL PESSOAS DEIXARAM DE PAGAR DÍVIDAS EM DIA
Publicado: 03 de julho de 2017 às 15:18
NA AVALIAÇÃO DOS ECONOMISTAS DA SERASA, “O DESEMPREGO E A RECESSÃO ECONÔMICA SÃO OS PRINCIPAIS MOTIVOS (FOTO: EBC)
Do - Diário do Poder - Novecentos mil consumidores no país não conseguiram pagar suas dívidas em dia entre abril e maio deste ano, elevando para 61 milhões o total de inadimplentes, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor.
Esse é o maior volume já registrado na série histórica da pesquisa, que começou em 2012. Em maio do ano passado, havia 59,5 milhões de consumidores com dívidas em atraso.

Na avaliação dos economistas da Serasa, “o desemprego e a recessão econômica são os principais motivos para os altos índices de inadimplência no país”. Em nota, a entidade destaca que além desse quadro, o fato de ter o nome no cadastro de inadimplentes impede o devedor de obter crédito e o leva a uma desorganização da situação financeira familiar.
Aos inadimplentes que planejam sanear as suas contas, a Serasa recomenda que acessem o site www.serasaconsumidor.com.br para verificar se o nome está negativado. Se for o caso e o devedor estiver pensando em buscar crédito, a dica é acessar o endereço www.serasaconsumidor.com.br/score onde é possível fazer uma análise sobre as chances de se obter um financiamento.
Já no link www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online é possível encontrar uma proposta do credor para a regularização da dívida. O ideal, segundo a Serasa, é não comprometer mais do 20% da renda mensal com as parcelas de renegociação. A empresa sugere ainda que o uso de crédito mais barato para pagar dívidas mais caras, como o consignado para quitar parcelas atrasadas do cartão de crédito ou do cheque especial. (ABr)

Nenhum comentário: