sábado, 8 de julho de 2017

Base aliada já articula nomes para a “gestão Rodrigo Maia”

Base aliada já articula nomes para a “gestão Rodrigo Maia”, diz jornal.


Maia poderá assumir temporariamente  a Presidência da República  por até seis meses caso a Câmara e o STF (Supremo Tribunal Federal) aprovem o recebimento da denúncia por corrupção passiva contra Temer. (Foto: Agência Câmara)
Maia poderá assumir temporariamente a Presidência da República por até seis meses caso a Câmara e o STF (Supremo Tribunal Federal) aprovem o recebimento da denúncia por corrupção passiva contra Temer. (Foto: Agência Câmara)
Com a possibilidade de o presidente Michel Temer não reunir apoio suficiente para se manter no cargo, os partidos da sua base começaram a discutir a configuração de um governo de transição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O principal consenso é o de que a nova gestão teria que manter os ministros da equipe econômica, Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento), segundo informa neste sábado reportagem do jornal Folha de São Paulo.

Maia tem simpatia por Meirelles e Dyogo, que defendem as mesmas bandeiras que ele. De acordo com aliados, é essencial que ele faça um aceno ao mercado financeiro, garantindo a continuidade da linha econômica e se comprometendo com as reformas.
Nesta sexta-feira (7), mensagens publicadas por Maia em redes sociais já foram interpretadas por agentes de mercado como a conduta que deverá ser adotada pelo parlamentar caso o presidente seja afastado temporariamente.
Em viagem à Argentina, ele escreveu que é preciso ”tranquilidade” para sair da crise e que não pode ficar satisfeito ”apenas” com a reforma trabalhista. ”Temos [as reformas da] Previdência, tributária e mudanças na legislação de segurança pública”, afirmou.
Interlocutores de Temer telefonaram para Maia nesta sexta. Segundo a Folha apurou, eles disseram ao presidente da Câmara que reconhecem que ele tem sido leal, mas deveria orientar seus aliados para não ficar marcado como traidor.

Nenhum comentário: