DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991 E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

terça-feira, 6 de junho de 2017

Vereador diz que a Bahia vive um ‘genocídio’


Vereador Aleluia afirma que a Bahia vive um ‘genocídio’






Alexandre aleluia saiu atirando: "O problema está na ideologia do terror que foi pregada pelo PT durante 13 anos.''
Alexandre Aleluia saiu atirando: “O problema (violência na Bahia) está na ideologia do terror que foi pregada pelo PT durante 13 anos.”

“O que vivemos hoje na Bahia é um verdadeiro holocausto, um genocídio”, disse o líder do DEM na Câmara Municipal de Salvador, vereador Alexandre Aleluia, durante sessão ordinária realizada na tarde desta terça-feira (6). O democrata apontou as 6.012 mortes por assassinato registradas no estado, além de a Bahia ter oito dentre as 20 cidades mais violentas do país, segundo dados do Atlas da Violência divulgado na segunda (5).
O líder do DEM ainda criticou a posição adotada pelo governador Rui Costa, que apontou os investimentos em equipamentos e a contratação de pessoal como sinal de que o estado faz sua parte. “A contratação de pessoal, a compra de coletes e a compra de armas não está na raiz do problema. O problema está na ideologia do terror que foi pregada pelo PT durante 13 anos. Segundo essa ideologia, a polícia e as forças armadas são os inimigos da sociedade, enquanto os bandidos são tratados como coitadinhos”, explicou.
O democrata ressaltou que essa é a mesma ideologia que retirou dos cidadãos de bem o direito de ter uma arma para defender-se. “Essa ideologia é responsável pela banalização do mal, como teorizou Hannah Arendt”, apontou Aleluia. Ele complementou: “as universidades têm se tornado centros de formação de black-blocks, que legitimam a violência”.
“Nós sabemos que o crime se combate com lei e ordem. A esquerda legitima o crime como forma de atuação legítima para cooptar os marginais, para trazê-los para seu lado”, complementa Aleluia.

Nenhum comentário: