quinta-feira, 1 de junho de 2017

Saúde promove semana de Conscientização da Anemia Falciforme em Itabuna


 A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promove hoje e amanhã em Itabuna, a 2ª Semana Municipal de Conscientização da Anemia Falciforme. A programação foi aberta na manhã desta quinta-feira (1º) no centro de Referência em Doença Falciforme Dra. Maria Conceição Benigno (Cerdofi), na Rua Miguel Calmon, centro, com palestras ministradas pela equipe multidisciplinar da SMS, seguida de exibição de vídeos informativos sobre a anemia falciforme.
         Amanhã, dia 2, a programação será realizada na Praça Olinto Leone, a partir das 08h30min, com prestação de serviços gratuitos ao público, a exemplo de aferição de pressão arterial, teste rápido de hepatite e exercícios específicos, além de conscientização sobre o que é e como tratar a doença. Haverá ainda distribuição e panfletagem de folders e livros sobre o tema.

         Já entre os dias 5 e 7 (segunda, terça e quarta-feira), a programação voltará a ser realizada no Cerdofi, a partir das 08h30min. No local, haverá acolhimento aos pacientes pela equipe multidisciplinar, seguida de consulta e palestras.

A coordenadora do centro, Lucyanne Miranda, falou sobre a Anemia Falciforme, destacando que a doença é hereditária e considerada a mais comum no mundo, onde afeta, principalmente, os povos de etnia negra. “A mutação nos glóbulos vermelhos altera sua forma e a função principal que é levar oxigênio aos órgãos e tecidos”, explicou.

Dados do Ministério da Saúde indicam que cerca de 3.500 crianças nascem com a Doença Falciforme e que de uma em cada 8 negros apresenta o chamado Traço Falcêmico (doença não desenvolvida). Lucyanne informa um dos sintomas mais comuns da doença é a icterícia e que o diagnóstico precoce pode ser feito com o teste do pezinho em recém-nascidos.

Nenhum comentário: