DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991. O FORRÓ DO KARUÁ E DJ GUIGUI FARÃO A ANIMAÇÃO! E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Polícia desarticula grupo que fraudava empréstimo bancário

SALVADOR

Polícia desarticula grupo que fraudava empréstimo bancário em Salvador

Segundo a investigação, as fraudes tinham apoio de servidores públicos que também serão autuados por estelionato

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)
Atualizado em 20/06/2017 22:38:03
  
Do - Correio da Bahia - Nove pessoas foram presas suspeitas de envolvimento com fraudes a empréstimos bancários em Salvador. A quadrilha, que tem dois empresários e oito corretores de empréstimos, causou prejuízo estimado em R$ 5 milhões em vários bancos privados. Um outro corretor suspeito de participação no esquema está foragido e segue sendo procurado pela Polícia Civil.
(Foto: Divulgação)
Segundo a investigação, as fraudes tinham apoio de vários servidores públicos que também serão autuados por estelionato. Os funcionários, ao pegar empréstimo, devolviam de 10% a 35% do valor para empresários, que então dividiam entre corretores e funcionários de recursos humanos que cuidavam da manipulação de contracheques nos órgãos públicos. Participação de funcionários de banco no esquema ainda não foi confirmada, mas segue sob investigação. 
Os empresários Adailton de Jesus Silva, de 40 anos, e Genivaldo Santos Monteiro, 44, e os corretores de empréstimos Ademilson de Assis Costa, 37, Agnaldo Floriano dos Santos, 64, André Luiz Silva Figueiredo, 42, Fábio Rodrigues de Oliveira, 37, Felipe Vila Verde Silva, 26, José Jorge Ferreira Ramos, 55, Rosilene da Cruz Silva, 51, vão responder por organização criminosa e estelionato.
A investigação mostra que Genivaldo e Adaiton comandavam o esquema. Os corretores ofereciam empréstimos a funcionários. No caso dos servidores temporários, o contrato terminava antes que o empréstimo fosse pago e o banco não tinha mais como realizar o desconto em folha. Vários servidores aceitaram fazer parte do golpe, sabendo que não iriam terminar de quitar o empréstimo. 
Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros da Boa Vista de São Caetano, Praia Grande, Plataforma, Matatu, Trobogy e Jauá. Foram apreendidos celulares, computadores, pendrives e diversos documentos e extratos bancários, que serão encaminhados para a perícia.

Nenhum comentário: