DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991 E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Encontro reúne agricultoras familiares do Sul da Bahia

Cerca de 200 mulheres de 30 municípios dos Territórios de Identidade Litoral Sul, Baixo Sul, Médio Rio de Contas, Vale do Jequiriçá e Costa do Descobrimento participam em Ilhéus, do Encontro de Agricultoras Familiares da Região Cacaueira. O evento promovido pela Ceplac, com o apoio do Governo da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, tem como  objetivo  o fortalecimento da organização das agricultoras e a execução de projetos produtivos possibilitem a geração de trabalho e renda e o empoderamento da mulher.


Célia Watanabe, superintendente de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) Bahiater, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Rural, afirma que “essa parceria entre o Governo do Estado e a Ceplac busca integrar as  ações e ampliar os projetos de apoio à agricultura familiar”. “É fundamental dar visibilidade ao trabalho das mulheres na área rural, inclusive incentivando a comercialização dos produtos, agregando renda às famílias”. Para Maria de Lourdes Novaes Schefler, da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, “a atuação da mulher é indispensável na agricultura  e nesse contexto é preciso que ela possa assimilar novos conhecimentos para diversificar e ampliar a produção, consciente de seu papel na família e na sociedade”.

O superintendente regional da Ceplac, Antonio Zugaib, explica que “buscamos despertar o potencial da mulher, que tem se destacado em várias áreas e vamos fortalecer esse papel também no empreendedorismo rural, oferecendo condições para que elas desenvolvam a parte tecnológica, de organização e agregação de valor da produção, como fabricação de doces caseiros, polpas de frutas e de chocolate”.

LIGAÇÃO ESTREITA COM A TERRA

A programação inclui um painel sobre "O trabalho da mulher na agricultura familiar", orientações sobre o Programa Nacional de Agricultura Familiar-Pronaf, segurança alimentar e nutricional e minicursos de flores tropicais/arranjos florais, meliponicultura, aumento da produtividade na cacauicultura, produção de chocolates artesanais e compostagem orgânica na produção de hortaliças.

Célia Evangelista Santana,  coordenadora da Câmara Temática da Mulher no Território Litoral Sul, destaca que “a mulher tem uma relação estreita com a terra, a produção de alimentos que garante a vida. Essa capacitação é importante pra fortalecer a agricultura familiar, conhecer nossos direitos e fortalecer a cidadania”.  “Queremos melhorar a qualidade de vida no campo. Nós trabalhamos com hortas e produção de cacau e já temos uma área destinada a produtos orgânicos. A mulher tem um papel fundamental no desenvolvimento do setor rural e essa troca de experiências traz benefícios para todas”, ressalta Maria da Conceição de Jesus, da Associação dos Produtores Agrícolas União e Trabalho, de Ilhéus.

Durante o encontro, que termina nesta quarta-feira, também acontece uma exposição de produtos da agricultura familiar, com destaque os chocolates finos produzidos pela Associação dos Produtores do Vale do Jequiriçá, que este ano estarão presentes no Festival Internacional do Cacau e do Chocolate, que acontece no mês de julho, em Ilhéus.
 Por Daniel Thame

Nenhum comentário: