segunda-feira, 8 de maio de 2017

Protocolo de Medicina em Itabuna

Protocolo define parceria e ações para o novo curso de medicina em Itabuna

Ao participar da assinatura do Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde para a implantação do curso de medicina das Faculdades Santo Agostinho, o diretor daquela instituição de ensino superior, Mércio Coelho Antunes, falou do orgulho de fazer parte da história de Itabuna. Ele também elogiou o prefeito Fernando Gomes, “uma pessoa objetiva, que diz o que pensa com franqueza e acreditou no nosso projeto educacional e na nossa proposta de trabalho”.

Ele explica que o protocolo é uma exigência do governo federal e estabelece as ações das Faculdades Santo Agostinho, como a definição de prazos para o projeto e estabelecendo um total de 10% de bolsas integrais para o curso de medicina. O protocolo também não estabelece nenhum ônus para o governo municipal, que participa da parceria no acompanhamento do processo e criando facilidades de infraestrutura para a implantação do curso numa cidade polo da região.

Ao lembrar Raul Seixas para quem “um sonho que sonhamos juntos é realidade”, Mércio Coelho Antunes, que veio a Itabuna em companhia de Eunápio Augusto Almeida Ferreira, também integrante da diretoria das Faculdades Santo Agostinho, “o nosso projeto está acima da educação e passa pela atuação em conjunto com os órgãos representativos do governo e com o povo na difusão e aplicação do conhecimento”.
Além de agradecer ao apoio recebido do empresário Edimar Margotto, ele considerou esta data como um marco na história de Itabuna, “com isto estamos nos associando aos pioneiros que construíram a história de Itabuna e sei que vocês terão no futuro orgulho das Faculdades Santo Agostinho”.

Margotto acredita que “estamos preparando Itabuna e a região para a retomada do desenvolvimento e Fernando Gomes vem fazendo isso com maestria, através da sua liderança e competência”. Destacou ainda, que as Faculdades Santo Agostinho chegam a Itabuna trazendo uma ampla experiência no campo da educação e com 15 mil alunos distribuídos nos campus de Montes Claros, Sete Lagoas e Vitória da Conquista, número que será duplicado nos próximos anos.

Ele explicou que o novo curso de medicina começa com a oferta de 85 vagas no primeiro ano e num prazo de seis anos mais de 510 estudantes já estarão atuando como estagiários nos postos de saúde e hospitais, ajudando na melhoria do atendimento aos pacientes, “acredito que este projeto representa uma grande oportunidade para Itabuna, que em contrapartida está oferecendo todo o suporte de infraestrutura para as Faculdades Santo Agostinho,” pontuou o empresário.

O juiz Antônio Higino parabenizou o prefeito Fernando Gomes pela iniciativa de trazer para Itabuna mais um curso de medicina. Ele lembra que educação é prioridade e um fator essencial para qualquer projeto de desenvolvimento, o que aparece como prioridade para o governo local, que também investe em geração de emprego, renda e no combate à violência.

Nenhum comentário: