sábado, 8 de abril de 2017

PT impôs Odebrecht no contrato de submarinos

PT impôs Odebrecht no contrato de submarinos; Leia em Cláudio Humberto.


Por- CLÁUDIO HUMBERTO
A Odebrecht ganhou sem licitação o contrato que lhe rendeu ao menos R$ 3,3 bilhões, no programa de submarinos da Marinha, além de propinas milionárias para os petistas. Como em outros projetos mundo afora, que renderam contra Lula a acusação de tráfico internacional de influência, a adesão brasileira ao projeto bilionário foi condicionada à contratação da empreiteira que pagava propinas à cúpula petista.
O ex-presidente da Construtora Norberto Odebrecht,  Benedicto Barbosa da Silva Júnior confessou em seu depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que repassou R$ 17 milhões em propinas, entre 2012 e 2013, ao PT no contrato de construção de 5 submarinos – um deles movido à energia nuclear – para a Marinha.
O ex-presidente da Construtora Norberto Odebrecht, Benedicto Barbosa da Silva Júnior confessou em seu depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que repassou R$ 17 milhões em propinas, entre 2012 e 2013, ao PT no contrato de construção de 5 submarinos – um deles movido à energia nuclear – para a Marinha.
TREM PAGADOR ABASTECIDO
O governo do PT impôs a contratação da Odebrecht, pela francesa DNSC, para fechar a compra de 5 submarinos por R$ 31,5 bilhões.
CONTRATO BILIONÁRIO
À Odebrecht, sem expertise na área, coube a construção de estaleiro e base de submarinos, que lhe renderam R$ 3,3 bilhões sem licitação.
PROPINA PARA PETISTAS
O ex-presidente da construtora Norberto Odebrecht, Benedicto Barbosa Júnior, contou haver pago R$ 17 milhões em propina só para petistas.
LOBISTA DE LUXO
As delações de ex-executivos fecham o cerco a Lula nas investigações, sobre seu papel no tráfico de influência a serviço da Odebrecht. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Nenhum comentário: