DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991 E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

ODEBRECHT BANCOU CANDIDATOS DA ESQUERDA

ESQUERDA NO BOLSO
ODEBRECHT BANCOU CANDIDATOS DA ESQUERDA LATINA COM DINHEIRO SUJO
LULA MANDOU DINHEIRO SUJO PARA CANDIDATOS NO PERU E EL SALVADOR
Publicado: 21 de abril de 2017 às 00:01 - Atualizado às 10:36
SEGUNDO MARCELO, SÓ EM EL SALVADOR A ODEBRECHT GASTOU R$5 MILHÕES, POR ORDEM DE LULA.
Marcelo Odebrecht confirmou em delação que o PT pediu à empreiteira doações às campanhas eleitorais de candidatos “de esquerda” em países latino-americanos, alinhados com Lula e Dilma sob o ponto de vista ideológico. Pagamentos de mais de R$ 5 milhões foram feitos à campanha de Maurício Funes, em El Salvador, em 2008. A Odebrecht também bancou a campanha do peruano Ollanta Humala, em 2010. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
No 2º Termo de Compromisso de delação, Marcelo diz que os pedidos de ajuda a Mauricio Funes e Ollanta Humala foram avalizados por Lula.
A mulher de Maurício Funes era Vanda Pignato, brasileira e petista desde os anos 1980. Ele acabaria alvo de denúncias em El Salvador.
Tanto o Peru quanto El Salvador embargaram obras da Odebrecht nos países e agora investigam corrupção da empreiteira em seus governos.
Marcelo Odebrecht descreveu como “Conta Corrente” na empreiteira a relação financeira entre o PT e a Odebrecht desde 2008.

Nenhum comentário: