sábado, 22 de abril de 2017

Duplicação da Ilhéus/Itabuna: uma novela intitulada “Mentira!”.

A maior reivindicação da população das duas maiores cidades do sul da Bahia é a duplicação da Rodovia Jorge Amado, trecho da BR-415, entre os municípios de Ilhéus/Itabuna. O Governador Rui Costa (PT) disse recentemente que iniciaria as obras no próximo mês de Março de 2017. Como o mês, que ele se referiu já passou. Tudo indica que a duplicação foi transferida para março de 2018, fazendo parte de mais um capitulo da novela.


Enquanto isso, a cada dia que passa fica mais difícil se trafegar e fazer o percurso dos 32 quilômetros, desta rodovia, entre as duas cidades, principalmente, para quem escolhe o itinerário com destino ao sul, devido à obsoleta ponte Ilhéus/Pontal.  O número de veículos aumentou consideravelmente, provocando grandes congestionamentos nos fins de semana e feriados. 
O próximo capitulo da novela continua...
Veja abaixo, algumas matérias de outros sites, onde o Governador promete a obra da construção da estrada. Será que sairá antes do novo processo politico? Achamos que não! Cuidado, meu povo!        

DNIT autoriza Derba a realizar obras de duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna
25/06/2014
Mapa do novo trajeto da rodovia

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) assinou convênio autorizando o Departamento de Infraestrutura e Transportes da Bahia ( Derba) a realizar as obras de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna. O convênio foi publicado no Diário Oficial do dia 23 último e vai agilizar o início das obras da rodovia. A licença ambiental já foi concedida pelo Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema).
“A obra é uma reivindicação de mais de três décadas, é um compromisso que estamos cumprindo, pois sabemos da importância dessa obra para a integração das duas maiores cidades sul-baianas e para a consolidação do processo de retomada do desenvolvimento regional”, afirma o pré-candidato a governador da Bahia pelo PT, Rui Costa.
A duplicação é considerada uma das principais obras do Governo da Bahia na região e que faz parte do projeto de infraestrutura do Complexo Intermodal, que inclui a Ferrovia Oeste Leste, o Porto Sul e o novo Aeroporto de Ilhéus.
A duplicação do Ilhéus-Itabuna, num trecho de 17,98 quilômetros, já tem recursos de R$ 68 milhões de reais e vai beneficiar cerca de 800 mil pessoas. O projeto de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna prevê a construção de uma nova pista na margem direita do Rio Cachoeira, com três pontes de interligação com a pista atual, implantadas nas proximidades da Ceplac, Universidade Estadual de Santa Cruz e Banco da Vitória.
Fonte: Diário Bahia
 _________________________________________________
Do blog de Daniel Thame
PostDateIcon novembro 11th, 2015 | Author: Editor

A duplicação da BR-415, no trecho de Ilhéus a Itabuna, no sul da Bahia, foi pauta de audiência entre Rui Costa e o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues em Brasilia. A estrada, que passa às margens do Rio Cachoeira, tem 31,6 quilômetros de extensão. Para a duplicação do percurso, é necessário um investimento de R$ 270 milhões. Deste total, R$ 8 milhões já estão no caixa do Estado.
Na reunião, o governador reiterou a efetivação da Ferrovia Oeste Leste (Fiol) na Bahia; a ferrovia encontra-se em obras e é considerada pelo governo baiano a maior obra de infraestrutura logística em curso no estado. A Ferrovia Centro Atlântica (FCA) também fez parte dos assuntos discutidos. Rui assinalou a extrema necessidade de que seja feita uma modernização da ferrovia por parte da concessionária.
O Governo da Bahia tem um planejamento arrojado para o percurso da FCA, prevendo acesso ferroviário ao Porto de Aratu. A intenção é ligar o porto a Candeias, Simões Filho e Feira de Santana.  O governo baiano quer ainda um trem para o transporte de passageiros de Feira a Salvador; o modal, com velocidade de cerca de 150 km/hora, deve levar passageiros de Feira até a Estação Águas Claras, que será a última estação da Linha 1 do Metrô de Salvador.
Nafta
As regras de fornecimento de nafta da Petrobras para a Braskem vão mudar dentro de 35 dias, quando, em 15 de dezembro, vence a prorrogação do contrato vigente e um novo deverá ser assinado. Em encontro com o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, na tarde desta terça-feira (10), em Brasília, o governador Rui Costa conseguiu a garantia de renovação do contrato. “Efetivamente esse assunto está resolvido. Nossa proposta é que seja um contrato de 15 anos. É uma boa notícia porque vai destravar investimentos que estão paralisados em função desse contrato”, afirmou o ministro.
No encontro, Rui destacou a necessidade de que o novo contrato tenha a garantia de fornecimento de nafta a longo prazo e com volume que garanta a competitividade da indústria petroquímica da Bahia e do país. A Braskem é a única empresa de atuação nacional que transforma nafta nas substâncias eteno, polietileno e polipropileno – matérias-primas usadas por outras indústrias do setor.
“Entendemos que o fornecimento de nafta é fundamental para essa cadeia produtiva, que buscamos reforçar e ampliar. Consideramos urgente e é evidente que as empresas têm absoluta competência para chegar ao entendimento dos termos”, assinalou Rui. Ele destacou ainda que a agilidade no processo de entendimento significa emprego e renda no estado.
Petróleo
Ainda pedindo intervenção ao ministro Braga junto à Petrobras, Rui pontuou que os campos maduros terrestres no Recôncavo Baiano e no Litoral Norte da Bahia não podem continuar perdendo investimentos. “Nós reiteramos o pedido para que a Petrobras retome os investimentos ou coloque os poços à venda, possibilitando assim que outras empresas possam garantir a produção e, acima de tudo, os empregos”. Conforme o governo baiano, a falta de investimento ocasionou cortes de 20 mil postos de trabalho na Bahia.
Indústrias eólica e solar
Outro ponto apresentado ao ministro foi a necessidade de alavancar investimentos nas indústrias eólica e solar. “Queremos que o Banco do Nordeste volte a abrir linhas de  crédito para financiar a indústria eólica e a solar”, comentou Rui. Para isso, o governador conta com o ministério de Minas e Energia e com a bancada baiana, somando esforços.
O governador foi acompanhado por uma comitiva composta pelos senadores Walter Pinheiro, Lídice da Mata e Otto Alencar, por 15 deputados federais, por representantes dos setores industrial, de comércio e da indústria da Bahia, além de secretários estaduais e do representante do governo baiano em Brasília, Jonas Paulo.
    


PostDateIcon setembro 9th, 2014 | Author: Editor

O trecho de 20 quilômetros da BR-415, que liga os municípios de Itabuna e Ilhéus, no sul da Bahia, será totalmente duplicado. A autorização para licitação das obras foi dada pelo governador Jaques Wagner e pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, na noite desta segunda-feira (8), em Itabuna.
A via atual será mantida e uma outra, pela margem direita do rio Cachoeira, será construída para compor a duplicação. Nos acessos a Ilhéus e Itabuna serão construídos contornos e, de acordo com o governador, as análises técnicas e os projetos estão sendo feitos pelas equipes do Derba e Dnit. Deverão ser investidos R$ 116 milhões na duplicação da BR-415 e o montante está garantido pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2). A licitação deve ser finalizada em 45 dias e a expectativa é que a obra seja entregue em dois anos.
“Estamos ao lado do ministro [Paulo Sérgio Passos]. A duplicação vai sair. Estamos dando o início definitivo à execução desta obra importante para a região. Saímos da dúvida para a certeza”, comentou Wagner. Na ocasião, o governador observou que importantes investimentos públicos e privados estão sendo executados na região. “A ferrovia está andando. Estou aguardando a licença do Porto Sul prevista para esta sexta-feira e os estudos no novo aeroporto de Ilhéus estão em andamento.”


Nenhum comentário: