DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991. O FORRÓ DO KARUÁ E DJ GUIGUI FARÃO A ANIMAÇÃO! E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Coreia do Norte ameaça afundar porta-aviões americano no Pacífico

Do - msn.com - Os Estados Unidos e o Japão iniciaram neste domingo (23) manobras militares conjuntas no oeste do Pacífico. A operação acontece em um momento de forte tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte. Pyongyang ameaça afundar o porta-aviões que lidera a frota americana.
Dois contratorpedeiros japoneses participam das manobras militares ao lado da frota americana, comandada pelo porta-aviões a propulsão nuclear Carl Vinson. Tóquio manifesta assim sua solidariedade com Washington diante da escalada de tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte devido aos programas nuclear e balístico norte-coreanos
Há duas semanas, o presidente Donald Trump ordenou o envio da frota à região, após novas provocações do regime de Kim Jong-un. As manobras vão durar vários dias. Washington não dá precisões sobre o local exato onde a frota está no Pacífico, mas ela estaria se dirigindo para a península coreana.
© Fournis par RFI
Sexto teste nuclear norte-coreano
O regime de Pyongyang estaria prestes a realizar um sexto teste nuclear. A chegada dos navios americanos à península poderia coincidir com o 85° aniversário da criação do Exercito Popular da Coreia, na terça-feira (25). Kim Jong-un poderia aproveitar a celebração para fazer mais uma demostração de força.
Neste domingo, o país ameaçou afundar o porta-aviões americano. "Nossas forças revolucionárias estão preparadas para afundar o Carl Vison com um único tiro", garantiu o jornal do partido único no poder, Rodong Sinmun.

Nenhum comentário: