DIGNIDADE

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa


FEIJOADA DO ALBERGUE BEZERRA DE MENEZES NA AABB, DIA 19 DE NOVEMBRO AO MEIO DIA. VALOR R$25,00 ADQUIRA O SEU BILHETE E CONTRIBUA COM QUEM PRECISA. TELEFONES (73) 3215-1511 E 9-8889-0991 E FAÇA UMA BOA AÇÃO!

quarta-feira, 15 de março de 2017

Prefeitura de Itabuna vai reformar unidades de saúde da Rede Básica de Atendimento

Unidade, José de Magalhães Neto (antigo SESP)
             A Secretaria Municipal de  Saúde de Itabuna tem um plano emergencial para recuperar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (USFs) que integram a Rede de Básica de Atendimento. Segundo, o secretário de Saúde, Vitor Lavinsky, nesta primeira etapa serão recuperadas cinco unidades que precisam de intervenções imediatas: José Maria de Magalhães Neto, no centro; Mário Peixoto, no  bairro Jorge Amado; Lourival Sampaio, no São Lourenço; Jacinto Cabral,no Novo Horizonte; e Francisco Benício, em Mutuns. Veja mais informações:

Neste sentido já está sendo realizado o processo licitatório para a compra de materiais de reforma estruturais, que serão feitas por equipes da Prefeitura.  De acordo com o relatório da Secretaria de Saúde, a Rede Básica de Atendimento conta com 32 unidades. Deste total, metade está funcionando precariamente e as demais sem funcionar 100%. “As unidades estão abandonadas há oito anos e temos apenas 60 dias de trabalho. Além dos problemas de estrutura física, a falta de pessoal também vem prejudicando o andamento do trabalho das unidades”.
“Porém, para contratar temos que abrir processo seletivo, concurso público, nomear cargo comissionado ou outra contratação legal. Até auxiliar de serviços gerais está em falta na Secretaria”, afirmou Lavinsky. Ele destaca que no concurso público realizado pelo governo passado, eles não colocaram auxiliar de limpeza.  O déficit hoje é de 294 funcionários.
“Eu não posso pegar as pessoas inconsequentemente e colocar nos setores. Existe lei e eu tenho que seguir a lei, que não permite fazer contratação direta, principalmente na área da saúde”, elucidou o secretário. Ele adiantou que na próxima semana será lançado o edital para a contratação e dentro de 30 dias eles deverão estar à disposição. As funções dos novos contratos não foram contempladas no último concurso público.
Ele adianta que neste processo será respeitado a Lei de Responsabilidade Fiscal, que estabelece um gasto estimado em 54% com pessoal. Nós temos uma demanda reprimida de 294 pessoas, isto não quer dizer que iremos contratar todos. Vitor disse ainda que inicialmente os recursos serão do próprio município e estaremos também indo a  Brasília para capitar verbas. Serão investidos cerca de R$ 1 milhão. O secretário revelou que, no governo passado  existia um contrato de manutenção  das unidades de saúde, com uma empresa,  onde o município investia 99 mil por mês.  E este trabalho não era efetuado.
Secretaria de Desenvolvimento Urbano intensifica recuperação asfáltica 


A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) tem intensificado os trabalhos de recuperação asfáltica nos bairros de Itabuna. O secretário da pasta, Francisco França, informou que a operação tapa-buracos que teve início esta semana na Avenida Ilhéus, já avançou pela Avenida Bionor Rebouças e, agora, está centrada entre os bairros Califórnia e Fátima. Ele adianta que algumas ruas dos bairros Pontalzinho, São Judas e Jaçanã também receberam o recapeamento.
França ressaltou que o centro da cidade está completamente restaurado. Ele afirma que o objetivo é reduzir substancialmente os buracos na cidade, muitos deles, advindos das chuvas que caíram nos últimos dias. Segundo o secretário, em torno de 32 quilômetros de ruas e avenidas  – considerando a extensão total – já receberam a recuperação asfáltica. Atualmente, o bairro Jardim Vitória está recebendo o serviço de calcetamento da pavimentação a paralelepípedos e o prazo para o término da execução desta etapa é de 15 dias.
Para por em prática a execução do projeto de recuperação asfáltica e calcetamento, garantindo conforto aos moradores e motoristas, além de melhorias para o tráfego de veículos, a Sedur dispõe de uma equipe com 17 profissionais, que utilizam em média 15 toneladas de asfalto por dia; com apoio de uma retroescavadeira; dois tratores e quatro caçambas.
Francisco França reafirmou que a operação tapa-buracos é uma das prioridades do atual governo; e que também está buscando a resolução definitiva do problema  de esgotamento sanitário de Itabuna. Hoje, somente 4% do esgotamento do município é tratado.
Itabuna declara guerra contra o aedes aegypti 


Começa neste sábado (18) nos bairros Carlos Silva - que tem uma infestação predial de 60% nos 1.224 imóveis cadastrados-, Fonseca (40%) e Novo Fonseca (34%), os mutirões promovidos pela Secretaria Municipal da Saúde com a mobilização de todos os setores do governo e da comunidade itabunense para uma verdadeira guerra ao mosquito aedes aegypti. A campanha foi considerada pelo prefeito Fernando Gomes como uma prioridade de governo e visa ampliar o combate ao principal vetor de transmissão da dengue - uma doença que pode matar -; da zika – que provoca microcefalia em bebês – e da chikungunya – que causa dores nas articulações e nos ossos das vítimas.

O Projeto Itabuna sem Aedes Aegypti se inicia com a participação de todas as secretarias municipais e deverá chegar a todos os bairros com um trabalho educativo junto à população e a realização de um grande faxinaço. A ação leva em conta que o Ministério da Saúde estabelece como limite de segurança o índice de infestação predial de 1% e Itabuna registra uma incidência média de 24%, o que representa o risco de um surto epidêmico como o que ocorreu no ano passado. O governo municipal também acaba de anunciar a aquisição de cinco carros do tipo fumacê, os quais entrarão em operação ainda nos próximos dias, ampliando o combate ao mosquito, que também é agente transmissor da febre amarela.
Ações
O secretário da Saúde, Vitor Lavinsky, ressalta a importância do projeto que tem como foco a interdisciplinaridade das ações, com a participação de todas as secretarias, juntamente com a Emasa, Hospital de Base e a FICC. As ações começam, agora nos bairros Carlos Silva/ Andaraí, Fonseca e Nova Fonseca, que tem o mais elevado índice de infestação predial de 60% e vão abranger na sua primeira etapa aos 18 bairros com maior índice de infestação e que totalizam 44.410 imóveis, mas a ação será estendida a todos as bairros e loteamentos da cidade.

Ele observa que a responsabilidade do combate envolve todos os setores do governo através de ações que visam a eficientização da coleta de lixo, abastecimento de água, limpeza urbana, o que tem sido intensificado no atual governo e das atenções de promoção da saúde, bem como passa pela mobilização do conjunto da população, que deve ter participação ativa e precisa se sensibilizada para o processo.
Situação

Cabe salientar que a dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo, e a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que ela ocorra em 100 países e se espalha por quatro continentes, com exceção da Europa, afetando anualmente a 80 milhões de pessoas. O problema também tem afetado duramente à população itabunense que tem convivido com diversas epidemias ao longo dos últimos anos de dengue, zika e chykungunya. 

O diretor do departamento de Vigilância à Saúde, Lucas Santana  considera que as perspectivas atuais para Itabuna não são boas em função do elevado índice de infestação predial e apontam para o risco de surto  epidêmico de grandes proporções se nada for realizado. Por isso mesmo, ele considera o projeto como uma prioridade através de um conjunto de ações que visam reduzir a proliferação do Aedes Aegypti e assim, diminuir a incidência das arboviroses transmitidas por esse vetor.
Estratégia

Como estratégia de combate, ele defendeu a promoção de ações sociais com a mobilização da população e do governo em mutirões, caminhadas, palestras, faxinaços e panfletagens, com a finalidade de produzir mudanças no comportamento da comunidade, uma vez que a erradicação do mosquito é uma tarefa quase impossível em função de fatores climáticos, além de costumes sociais e hábitos que favorecem a sua reprodução e consequente proliferação.

Santana destacou ainda a importância do uso dos carros fumacê como uma estratégia complementar à luta para combate ao aedes aegypti, que deve ser associada  a ações de comunicação de massa para que a população altere seu comportamento e mantenha seus domicílios preservados da infestação do mosquito transmissor da zika, dengue e chikungunya.

Objetivos
Como objetivo geral do projeto, ele salienta que o conjunto das atividades realizadas visam não apenas reduzir os níveis de densidade do aedes aegypti, mas também manter a população em alerta em suas residências – onde ocorre o maior índice de infestação do mosquito – e comunidade para a remoção dos possíveis focos, evitando o risco de uma nova epidemia.

Santana aponta entre os objetivos específicos a criação de estratégias de massa que gerem impacto e apoio dos recursos, por parte da mídia disponível e apoio da Diretoria de Comunicação Social. As ações incluem ainda a participação da comunidade e seus representantes como mobilizadores e mesmo patrocinadores da saúde, além da formação de parcerias para ampliar o controle do mosquito.

Ações
Com base nos dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de fevereiro deste ano foram listados os bairros com maior infestação do mosquito para ações como mutirão de limpeza e sensibilização da comunidade, com destaques para:

BAIRRO
Índice de Infestação %
Carlos Silva
60%
Jardim Primavera
41,66%
Fonseca
40,00%
Novo Horizonte
38,09%
Novo Fonseca
34, 78%
Zizo
34,78%
Ferradas
34,48%
Sarinha
34,04%
Antique
33,33%
Conceição
32,95%

Em paralelo  a esta ação, o setor de limpeza publica vai atuar na limpeza do bairro selecionado, juntamente com a equipe de roçagem, eliminando assim os prováveis criadouros. Uma equipe educativa também vai atuar nas comunidades realizando panfletagem e ações de conscientização da população, enquanto as equipes de campo estiverem atuando no tratamento dos reservatórios e removendo fontes de reprodução do mosquito.
O que é o LIRAa
Mapeamento rápido dos índices de infestação por Aedes aegypti.
Critérios:
1. Capitais e municípios de regiões metropolitanas
2.    Municípios com mais de 100 mil habitantes
3.    Municípios com grande fluxo de turistas e de fronteira
Vantagens:
Identifica os criadouros predominantes e a situação de infestação do município. Permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas.
Como é feito: O município é dividido em grupos de 9 mil a 12 mil imóveis com características semelhantes. Em cada grupo, também chamado estrato, são pesquisados 450 imóveis.
Os estratos com índices de infestação predial:
1. Inferiores a 1%: estão em condições satisfatórias
3. De 1% a 3,9%: estão em situação de alerta
4. Superior a 4%: há risco de surto de dengue

Nenhum comentário: