quarta-feira, 1 de março de 2017

Portais de Abordagem revistaram mais de um milhão de pessoas no Carnaval

Mais de um milhão de pessoas revistadas e 1053 objetos recolhidos nos 46 Portais de  Abordagens. Esses são alguns dos resultados conquistados no Carnaval 2017 com as barreiras montadas nos três circuitos da festa. Mais de 25 mil policiais - entre militares, civis, técnicos e bombeiros - participaram da operação, que resultou em uma das festas mais tranquilas dos últimos anos. O balanço da folia foi apresentado nesta quarta-feira (1º), no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Salvador. 

Um dos destaques de 2017 foi a redução do número de pessoas feridas em decorrência de brigas e violências em geral (lesão corporal). Os dados, correspondentes ao período entre quinta (23) e terça-feira (28), são atestados pela diminuição do número de atendimentos realizados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). A modalidade apresentou uma redução de 44%, comparando os anos de 2016 e 2017. Enquanto no ano passado foram registrados 176 casos, ocorreram apenas 99 neste ano. 

Nas demais modalidades de crimes contra a vida, as tentativas de homicídios também sofreram redução, sendo registrados três casos a menos que 2016, o que representa uma diminuição de 60%. Este ano, não foram contabilizadas lesões corporais seguidas de morte. As duas mortes registradas nos circuitos tiveram os autores identificados e apresentados à Justiça Militar (policial) e ao Ministério Público (adolescente). Em um dos casos, o autor alegou legítima defesa durante um assalto. No outro, o adolescente confirmou se tratar de rivalidade entre facções do tráfico de drogas.

Este ano, o circuito Osmar (Centro) se destacou pela redução de crimes contra o patrimônio (-65% furtos e -47% roubos). Enquanto em 2016 foram realizados 95 furtos, foram apenas 33 neste ano. Já os roubos passaram de 34 para 18. A mesma tendência não foi registrada no circuito Dodô (Barra/Ondina), fazendo a acumulado de todos os dias nos circuitos apresentar um aumento de 6,4% no número de crimes contra o patrimônio.

Produtividade policial 

Como nos últimos anos, a produtividade policial se manteve em alta durante os seis dias. No total, mais de 2,9 mil pessoas foram conduzidas para averiguação, resultando na prisão de 69 pessoas. Cerca de 1,7 mil Termos Circunstanciados de Ocorrências também foram registrados no período. Destaque ainda para os números do Corpo de Bombeiros, com o atendimento médico pré-hospitalar a 1273 pessoas.

A Ouvidoria Geral da Secretaria da Segurança Pública (SSP), como em todo Carnaval, realizou pesquisa para saber dos foliões como foi a segurança durante o evento. As equipes ouviram 1.733 pessoas nos três circuitos (Osmar, Dodô e Batatinha) e fizeram perguntas sobre sensação de segurança, atuação dos efetivos, instalações policiais, equipamentos, entre outros. As forças de segurança estaduais foram avaliadas entre ótimo e bom por 80% dos entrevistados.

Com relação à Polícia Militar, 95% afirmaram que a presença policial aumentou a sensação de segurança na festa. Para 51,97%, o trabalho das patrulhas foi avaliado como bom e 29,85% consideraram o desempenho ótimo. Passando para Polícia Civil, 97,75% aprovaram o serviço prestado. Nos quesitos equipamentos e instalações, 98% dos ouvintes consideraram suficientes e adequadas, respectivamente. O Corpo de Bombeiros recebeu a  aprovação de 97,73% dos entrevistados, enquanto o Departamento de Polícia Técnica (DPT) ficou com 96,97% de avaliação positiva.

Fotos: Amanda Oliveira/GOVBA
Por - Daniel Thame

Nenhum comentário: