terça-feira, 21 de março de 2017

Dia Internacional da Síndrome de Down em Itabuna

            Dia Internacional da Síndrome de Down em Itabuna
             será  comemorado com prevenção da Saúde Ocular

Nesta terça-feira (21) é comemorado o Dia Mundial da Síndrome de Down e pensando nessa data, o DayHORC Hospital de Olhos Ruy Cunha e a Fundação Regina Cunha de Oftalmologia e Prevenção da Cegueira – FURC através de uma parceria com o Núcleo de Informação Estudo e Pesquisa Aprendendo Down de Itabuna realizarão no dia 23/03 consultas oftalmológicas gratuitas às crianças assistidas pelo Núcleo.  A iniciativa tem como finalidade acompanhar a saúde visual das crianças portadoras da síndrome de Down, já que elas têm mais pré-disposição para desenvolver distúrbios oculares.

         As patologias como obstrução de vias lacrimais, blefarite, anomalias de posição dos cílios, catarata, erros refracionais, entre outros, segundo a oftalmopediatra do DayHORC Luciana Pinto de Carvalho, CRM – 13.714,   podem ocorrer com mais frequência nos portadores da Síndrome de Down.

“Mesmo que o paciente não se queixe de problemas na visão é fundamental que os pais e/ou responsáveis levem os filhos com mais frequência ao oftalmologista. Isso porque os portadores de Síndrome de Down possuem uma modificação genética que pode acarretar em uma maior incidência de patologias oculares”, enfatizou a médica quanto à importância da prevenção. 

A especialista reforça “Devemos ter o hábito de prevenir. Fazer os exames desde o nascimento como o teste do olhinho em bebês e exames oftalmológicos mais frequentes. Lembrando sempre que mesmo antes da alfabetização é possível o diagnóstico de várias doenças oculares e até mesmo diagnóstico de erros refracionais com a prescrição de óculos quando necessário. É importante conscientizar as pessoas, que a Síndrome não é uma doença e sim uma alteração genética. Somos todos diferentes uns dos outros, mas todos merecem brilhar”, afirmou.

Sindrome de Down
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que o Brasil tenha 300 mil pessoas com a Síndrome de Down. A Síndrome não é doença e acontece quando a pessoa nasce com um cromossomo a mais em cada célula do seu corpo e recebeu este nome em homenagem ao médico Dr. John Langdon Down, primeiro a escrever sobre ela.


Foto legenda: A ação tem como finalidade acompanhar a saúde visual das crianças portadoras da síndrome de Down, já que elas têm mais pré-disposição para desenvolver distúrbios oculares.

Nenhum comentário: