SÃO JORGE AO LADO DE DEUS NOS PROTEJA

Oração Poderosa de São Jorge para Quebrar Demandas e Vencer na Vida. São Jorge, guerreiro vencedor do dragão, Rogai por nós. Ó São Jorge, meu guerreiro, invencível na Fé em Deus, que trazeis em vosso rosto a esperança e confiança abra os meus caminhos. ... Com o poder de Deus, de Jesus Cristo e do Divino Espírito Santo. NOS LIVRE DESSA PANDEMIA.

Não jogue lixo no Rio Cachoeira, ele é o nosso maior patrimônio natural.

sábado, 29 de outubro de 2016

Confira as dez bandas finalistas do projeto Bolsa Estúdio Skol

BOLSA ESTÚDIO SKOL

Confira as dez bandas finalistas do projeto Bolsa Estúdio Skol

Com a proposta de dar visibilidade aos artistas da nova cena musical da Bahia, a Skol divulga as dez bandas finalistas do projeto Bolsa Estúdio. Caian, CDR Style, MC CDOZE, Dona Iracema, Isbela e Os Renomados, Jadsa Castro, Lívia Matos, Neila Kadhi, Prince Adamo e Skanibais foram as selecionadas.

As dez bandas finalistas no programa Bolsa Estúdio da Skol receberão um incentivo da marca.  Os grupos serão acompanhadas e receberão a consultoria técnica de um diretor musical, além da assessoria do conselho curador do programa.  

Os artistas selecionados vão produzir uma composição autoral inédita, que será mixada e masterizada para compor um single de trabalho e um clipe da música escolhida, tudo isso financiado pela marca. O resultado será apresentado em um show especial, previsto para acontecer em janeiro de 2017.


Para Felipe Bratfisch, gerente regional de comunicação da Skol, o resultado da seleção foi além do esperado. “Ficamos surpresos. Percebemos que o cenário musical da Bahia está muito forte. Estamos muito felizes com o resultado do projeto. São grandes promessas que tem o potencial para brilhar nacionalmente”, destacou.

Bratfisch afirmou que o modelo de curadoria utilizado fez com que os participantes ficassem ainda mais conhecidos, ampliando as possibilidades para além da programação do próprio Bolsa Estúdio Skol. “Montamos a curadoria com três grandes profissionais da cena cultural baiana. Pessoas que são referências no mercado”, ressaltou.

O novo som da Bahia
O Bolsa Estúdio faz parte da plataforma de música da Skol. O projeto nasceu com a vocação de descobrir “o novo som” e mostrou que esse novo som é plural como a Bahia e não está preso em um único estilo. 

O programa conta com mais dois projetos paralelos: o Circuito Skol, que apoia e promove a agenda de eventos musicais da cidade; e o Canto Skol, que está em sua terceira edição, e busca reativar espaços importantes para a musicalidade da capital.
Mais de 300 bandas se inscreveram para a seleção do Bolsa Estúdio. Os concorrentes enviaram um vídeo de trabalho autoral. O conselho curador do programa, formado pelo musicista Peu Meurray, pelo jornalista e crítico de música, Luciano Matos e pelo produtor musical André T, ficou responsável por todo o processo de seleção.

Na primeira etapa foram escolhidas 20 bandas. Elas participaram de uma audição pública, apresentando duas músicas. Neste segundo momento o júri avaliou performance, experimentação e conteúdo musical, originalidade e desempenho no palco.

“Foi uma experiência super emocionante poder ouvir, participar do sonho do artista. Acabamos entrando na vida e no estilo de cada um. Tivemos um resultado surpreendente, com trabalhos incríveis e inusitados”, afirmou Peu Meurray, um dos curadores do projeto.

Segundo Peu Meurray, “o projeto é um movimento de arte e cultura, que abre uma janela de oportunidades a artistas independentes que precisam de chances como essa, mais livre, democrática e aberta para todos”, avaliou.

BANDAS SELECIONADAS
 
 
 
 
Caian
Ricardo Caian é compositor, cantor e guitarrista natural de Salvador. Após passar um ano na França estudando e apresentando o seu primeiro EP, “Trânsito", o artista retornou este ano para a Bahia, e já chegou lançando o novo álbum, “Plutão”. O álbum de 11 faixas autorais inclui regravações e canções inéditas. Segundo ele, “o nome é de planeta, mas o som é universal”.
Fanpage: @caian.art
Instagran: @ricardocaian
 
 
CDR Style
Primeiro grupo baiano de Raggamuffin, oriundo da união dos MC’S Fall Clássico e Fayakayano. O  Raggamuffin é um estilo musical de batidas fortes e sensuais que chegou à Bahia e ganhou características locais, com a soma sonora do tambor, da levada percussiva baiana e de timbragens de instrumentos de sopro. Para finalizar o caldeirão musical, o diferencial está na performance de um DJ, que dá um tom moderno e arrojado ao grupo. 
Fanpage: não possui
Instagran: não possui
 
 
Dona Iracema
Com influências não só do rock/hardcore, mas também de ritmos regionais como o baião e forró, a banda Dona Iracema natural de Vitória da Conquista se apresenta no cenário musical baiano com uma nova proposta denominada “Caatincore Iracemático”. Formada por quatro músicos irreverentes, criativos e performáticos, o grupo conta com a internet como principal plataforma de divulgação.
Fanpage: @BandaDonaIracema
Instagran: @donairacema
 
 
Isbela e Os Renomados
A jovem banda tem no repertório canções originais com células rítmicas do sambareggae, capoeira, baião e maracatu. Tem também um pegada Brega que misturam esses elementos com a pegada original do rock, e do folk franco-brasileiro. Em algumas músicas é possível identificar mais de um ritmo, como um Ijexá que invade a composição. Tudo isso com letras e temas que falam da subjetividade do indivíduo em contato com a cidade de Salvador e suas paisagens, projetadas no mundo.
Fanpage: @isbela.fariatrigo
Instagran: @isbela.fariatrigo
 
 
Jadsa Castro
A compositora Jadsa Castro revela em suas canções um apelo baiano com timbres experimentais. A artista cresceu dentro do Axé e carrega a ancestralidade em sua trajetória. Além de ser uma intérprete solista, sela se apresenta com mais cinco músicos parceiros que dão mais riqueza estética ao som que produz.  Os shows da cantora são baseados no seu último EP, o "GODÊ", que envolve qualquer um que ainda não conheça a sua arte independente.
Fanpage: @jadsacastro
Instagran: @jadsacastro
 
 
MC Cdoze
Edvaldo Neto, o Cdoze está há 12 anos atuando diretamente na Bahia com o HipHop. Primeiramente na Rede Ayie Hiphop, posse de HipHop responsável pelos encontros estaduais de HipHop, já integrou os Grupos de Rap Risco88 e Versu2 e o coletivo de artistas UGangue.
Fanpage: @cdozeedcalduneto
Instagran: @cdoze

 
Lívia Mattos
Socióloga de formação, a artista começou a sua carreira no circo, onde despertou o interesse pelo acordeom como recurso cênico. Dentro da sua busca sonora a instrumentista e intérprete utiliza a sanfona como instrumento de criação e pesquisa, com a liberdade de transitar por influências cosmopolitas e regionais. Voz marcante e personalidade musical forte, ela se apropria do lirismo seresteiro, da estética do baile caribenho, assim como de referências musicais que remetem ao universo circense e nordestino para ocupar cada espaço do palco.
Fanpage: @liviamattos.art
Instagran: @liviamattos.art
 
 
 
Neila Kadhí
Cantora, compositora, instrumentista e produtora musical. Sua sonoridade busca uma interpretação moderna de ritmos e gêneros tradicionais brasileiros, como Bossa Nova, Samba, Ijexá, Baião e outros, integrados a sons eletrônicos. Após um ano em Los Angeles, onde realizou a especialização em “Eletronic Music Production”, Neila retornou a Salvador em 2015 e trouxe muitas novidades na bagagem. Ela passa a somar às suas performances o uso de ferramentas eletrônicas que a auxiliam nesta nova perspectiva sonora.
Fanpage: @NeilaKadhi
Instagran: @neila_kadhi
 
 
Prince Addamo
Natural da cidade de Camacã, no sul da Bahia, Prince vem construindo o seu trabalho musical na capital baiana. Instrumentista, arranjador e defensor da música popular brasileira, o artista dialoga com o cotidiano das pessoas. Sua guitarra é provocativa com o público. Seu trabalho reafirma que a diversidade musical da Bahia está espalhada por todas as partes do estado. Sua expressão musical representa a dicotomia entre a resistência e inovação da arte. 
Fanpage: @prince.addamo
Instagran: não tem
 
 
Skanibais
Dez instrumentistas apreciadores das levadas do ska jamaicano se encontram em Salvador, para reinterpretar o gênero com um sotaque bem peculiar. Em atividades há três anos, o Skanibais faz uma enérgica fusão entre o ska, as filarmônicas do Recôncavo e a malemolência do reggae baiano. Com extravagantes metais, a sonoridade do grupo se destaca pela vivacidade rítmica e a versatilidade de seu repertório.
Fanpage: @SkanibaisSka
Instagran: @skanibais 

Da - LK COMUNICAÇÃO

Nenhum comentário: