sábado, 6 de agosto de 2016

PAULO GANEM EM ILHÉUS DEFENDE A HONRA

“VAMOS ATÉ O FINAL DEFENDENDO A NOSSA HONRA, JUNTO COM PROFESSOR REINALDO DO IBEC”, AFIRMA PAULO GANEM

Após ter sido deposto do cargo de presidente do PSDB Ilhéus, Paulo Ganem, que era o então pré-candidato a prefeito de Ilhéus da sigla, proferiu discurso junto aos filiados e amigos na tarde de hoje (5) para informar à sociedade o que ocorreu internamente no partido e expressar seu total apoio à candidatura do professor do IBEC, Reinaldo Soares, a Prefeito de Ilhéus, que compôs a chapa puro sangue com o vice, Dr. Nizan Lima, do PRTB.


Em seu discurso, na tarde de hoje (5), Paulo Ganem durante a reunião que seria realizada a então Convenção do PSDB, - partido que fez uma única coligação de resistência com o PRTB, ambos que não se associaram aos outros grupos políticos -, informou que durante uma reunião realizada na tarde de ontem (4) com pré-candidatos a vereadores filiados, foi pressionado a oferecer condições financeiras para a  campanha. “Dentro do meu partido, pessoas que chegam na mesa e falam assim, ‘eu preciso de 50 mil’. Eu não tenho 50 mil para lhe dar. Eu prometi alguma coisa a alguém? Eu não prometi nada. Eu disse, eu não vou fazer política tradicionalmente como se derrama dinheiro. Ai começo a fazer a leitura por trás disso tudo, está havendo outros interesses. Eu não fiz esse compromisso, isso não vai pesar nas minhas costas. Tem que falar com o deputado”. Paulo se referiu ao Deputado Federal João Gualberto, o presidente do PSDB Bahia, quem o havia convidado para ser o pré-candidato a prefeito e que garantiu a Paulo Ganem que deveria seguir tranquilo na sua caminhada com a sigla do PSDB.

Mas na noite que antecedeu o dia que seria a convenção, a sigla, que estava segura em suas mãos, começou a escorrer pelos dedos, e uma nova comissão partidária no PSDB Ilhéus foi formada, tendo como presidente Marcos Flávio, vice-presidente Wagner Silva, Lucinéia Souza Cerqueira, Jonilson e Rafael Bonfim, os demais integrantes.

 “O deputado (João Gualberto) deu a Paulo a opção dele ser o vice de Cacá, e ele não quis”, afirmou em entrevista o candidato a vereador Raimundo do Basílio, que ao lado dos pré-candidatos, Lú Cerqueira e Jonilson, foram junto com Paulo encontrar com o Presidente do PSDB em Itabuna, para que ele tomasse uma decisão. “O que ocorreu foi a falta de condições financeiras para que o partido saísse da forma como ele estava pretendendo sair. Hoje o PSDB recuou de uma candidatura própria para manter possibilidades de candidaturas com cadeira na câmara”, afirmou a pré-candidata Lú Cerqueira. “Paulo disse que não tinha condições financeiras e os vereadores questionaram o deputado. Por conta disso, houve essa desistência de Paulo não ser mais candidato. O deputado em momento algum queria tirar Paulo. Só mostrou a ele a dificuldade que é trabalhar sem dinheiro”, disse Raimundo do Basílio.

Por outro lado, Paulo Ganem reitera que não havia desistido da candidatura. “Eu disse: querem me tirar o partido? Tirem. Eu não me entrego. Agora não me dê essa opção de dizer que só tem um caminho, ir para Cacá. Eu não preciso dessa pressão porque eu fui convidado o tempo inteiro pra ser o vice do Cacá”, disse o ex pré-candidato, que entende que a opção dada a ele não era uma opção, mas o que ele chamou de condição suicida.

Em relação à posição do deputado João Gualberto, Paulo Ganem se mostrou decepcionado. “As pressões todas que tem vindo sobre ele (João Gualberto) de todos os tipos, certamente devem ter fragilizado as suas convicções. (...) O que eu não posso entender é que nosso líder maior do partido, na verdade parece que tem uma dívida, que tem que pagar alguma obrigação. Eu não entrei aqui para pagar obrigação do líder do partido maior. Eu entrei por uma causa, e eu não abro mão dela”, disse referindo-se ao comportamento do deputado em ceder às pressões dos candidatos a vereadores.

Defensor da política transformadora, Paulo Ganem entende que a política em sua grandeza é para servir ao coletivo, diferente de politicagem, e a política exige doação de si, caso contrário, “quem entra para a política pra tirar, tira do coletivo, da comunidade. Política tem que ter espírito público. O que me deixa impressionado é quando as pessoas perdem a visão do todo e começam a olhar para si mesmas. O discurso é ‘vamos renovar a câmara’, mas nós vamos tirar quem está lá e colocar igual? É a seriedade. Não pense que não se conquista, se conquista é com seriedade. O concreto é o que você conquista pelo que você tem pra dar de si, pelo que você é”.

No fim de sua fala, Paulo Ganem incentivou que os pré-candidatos a vereadores se mantivessem na corrida eleitoral, externou sua gratidão a todos que o ajudaram e apoiaram, e lançou seu total apoio ao candidato o professor do IBEC, Reinaldo Soares, a prefeito de Ilhéus, que também sofreu assédio de outros partidos, mas não se entregou.

Não tenho dúvida que o PRTB saiu mais fortalecido nisso tudo. Quero comparar ao fênix, que ressurge das cinzas. Mais do que nunca a nossa candidatura está mantida, porque ela tem Deus no comando e o sentimento das pessoas honestas e decentes de Ilhéus, que quer uma nova política e uma transformação na cidade. O que fizeram com Paulo Ganem, levaram o partido, mas as pessoas dignas, que tem princípios, eles não levaram e elas vão nos acompanhar. O nosso exército aumentou e se qualificou, e esse exército vai ser vencedor pela boa política na nossa Ilhéus”, afirmou o candidato a prefeito, o professor Reinaldo Soares do IBEC, ao lado do vice, Dr. Nizan Lima.

Nenhum comentário: