Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

JUSTIÇA EM ITABUNA AFASTA DIRETORES DA EMASA

Tudo começou com as denúncias de Fernanda Fetal, funcionária da empresa e alguns colegas 
Ricardo Campos
RICARDO CAMPOS, GERALDO DANTAS E DAVI PIRES AFASTADOS DE SUAS FUNÇÕES NA EMASA POR DECISÃO DA JUSTIÇA

Geraldo Dantasz
O juiz Eros Cavalcante Pereira, determinou o afastamento de toda a diretoria da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), Itabuna, ainda no dia de ontem (15), atendendo representação do Ministério Público, que vem investigando a empresa desde o mês de Junho, culminando na prisão de dois diretores; José Antônio (extensão) e Pedro Barreto (Vazamento). Ambos já cumprem pena no presídio de Itabuna.

Para a decisão de afastamento, o juiz acatou o pedido do Ministério Público, que desde o mês de junho está investigando denuncias contra desvios e roubos da EMASA.

Foram afastados o presidente Ricardo Campos (PT), diretor Administrativo, Geraldo Dantas e o diretor financeiro, Davi Pires. Esses diretores no momento da decisão da Justiça, se encontravam em Salvador, tratando da transferência da EMASA, para o Estado. Uma decisão que vai depender da Câmara de Vereadores de Itabuna. Vale lembrar que a EMASA, é um patrimônio do município e consequentemente, do povo dessa cidade. É lima empresa rentável, lucrativa, e só depende de uma gestão seria e transparente.  

Gestão de Ricardo Campos com Geraldo Simões
Publicação: Novembro de 2015 e 05 de Janeiro de 2005, no JOrnal Agora! 

BOMBÁSTICA - EMASA ABANDONA ESTAÇÃO DE CASTELO NOVO E A UTR

 Informações chegadas a redação desse blog dão conta de que a Empresa Municipal de Águas e Saneamento-EMASA, abandonou completamente. a Estação de Castelo Novo. Esta estação quando chega o verão, e o Rio do Braço fica  com sua vazão baixa, abastece a população de Itabuna. Caso falte água no Rio Cachoeira e Rio do Braço, Itabuna, com certeza, sofrerá um colapso, principalmente, também, porque os equipamentos, como motores-bombas, tubulação estão sendo corroídos pela ação do tempo.   

Outro problema sério da diretoria que ai está, sob a liderança de Ricardo Campos, que já demonstrou ser incompetente, conforme mostram a denúncia do Jornal Agora, em 2004, Também abandonou a conclusão da da Unidade de Tratamento de Resididos (UTR), um investimento de três milhões, já aplicados, e jogados ao descaso. Com isso, todos os seus equipamentos estão sendo devorados pelo tempo, e dentro do mato, na Estação Central (01), do bairro São Lourenço.

A UTR é para aproveitamento das águas usadas na lavagem dos tanques e filtros daquela Estação e era jogada fora. A Unidade, começou a ser instalada, no Governo do Capitão Azevedo e hoje se encontra completamente abandonada, como se fosse dinheiro jogado fora.

É bom o Prefeito Vane, veja essa situação, antes que seja tarde. Até parece que a atual diretoria só quer mesmo receber os seus polpudos salários.

Nenhum comentário: