Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sexta-feira, 18 de março de 2016

É legal a escuta fortuita de Dilma no grampo de Lula

Data: 


MORO ESPERA LULA - Respondendo às agressões de Lula ao Supremo Tribunal Federal, o ministro Celso de Mello disse que o “juiz original” é quem vai julgar. Referência clara à jurisprudência do STF, que remete ao juízo natural quem, como Lula, assume cargo para ganhar foro privilegiado.
MORO ESPERA LULA – Respondendo às agressões de Lula ao Supremo Tribunal Federal, o ministro Celso de Mello disse que o “juiz original” é quem vai julgar. Referência clara à jurisprudência do STF, que remete ao juízo natural (Moro) quem, como Lula, assume cargo para ganhar foro privilegiado.
CLÁUDIO HUMBERTO
A jurisprudência avaliza a decisão do juiz federal Sérgio Moro de liberar gravações comprometedoras envolvendo a presidente Dilma e Lula, o antecessor. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) adota o entendimento de que se uma autoridade com foro privilegiado mantiver contato com pessoa com o telefone monitorado, por decisão de juiz de primeira instância, a gravação das conversas não é nula. Muito pelo contrário.
ANOTE AÍ
A jurisprudência do STJ, validando grampo de autoridades, foi adotada no julgamento do habeas corpus 227.263-RJ, em março de 2012.
PETISTAS DE UBER
Motoristas de Uber celebraram o alto faturamento em Brasília, ontem, transportando petistas que amanheceram em frente ao Planalto.
TASSO 2018
Cresce no PSDB quem defende a pré-candidatura do senador Tasso Jereissati (CE) a presidente, caso a Lava Jato inviabilize Aécio Neves.
PREOCUPAÇÃO EVIDENTE
Ministros e advogados andam preocupados com os sinais de abatimento do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. Ele parece muito preocupado com a situação do País.
AUTOMEDICAÇÃO
O site Diário do Poder flagrou Ricardo Lewandowski comprando calmante na farmácia Pacheco, na quadra 403 Sul, em Brasília, quarta à noite. Ele ainda pediu um copo d’água e tomou o remédio ali mesmo. - Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais

Nenhum comentário: