Lixo

Itabunense seja educado não jogue lixo na rua e nem no Rio Cachoeira. A Natureza agradece!

sábado, 12 de dezembro de 2015

Perdas na produção agrícola e queimadas agravam seca em Itabuna

A estiagem prolongada já causa enormes perdas na produção da agricultura familiar do município. A informação foi repassada na quinta-feira, dia 10, ao secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, que recebeu o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, durante audiência em Salvador.


De acordo com relato de Vane, a produção de hortaliças, que requer constante disponibilidade de agua é uma das mais atingidas pela seca e já apresenta uma perda de 80%. Também participaram do encontro na SDR, o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lanns Almeida Filho, eo presidente da Câmara Municipal de Vereadores Aldenes Meira.

Os representantes do município também revelaram ao secretário Jerônimo Rodrigues informações sobre a queda na produção de cacau e de leite, setores importantes para a economia do município e do Estado. A severa estiagem seca açudes e aguadas trazendo prejuízos à agropecuária.

            Durante o encontro, o prefeito de Itabuna solicitou do Governo do Estado, em caráter de urgência, o envio de técnicos estaduais para o encontro técnico que vai acontecer na sede da Associação dos Municípios da Região Cacaueira da Bahia (AMURC), na segunda-feira, dia 14, às 9 horas. Na oportunidade será formado um Grupo de Trabalho emergencial do Território de Identidade Litoral Sul para traçar medidas emergenciais de combate à seca.

            Dentre as ações que serão debatidas no encontro estão a disponibilização de carros-pipa para abastecimento nas comunidades rurais, projetos de implantação de cisternas, trabalhos de aprofundamento e de abertura de novas represas e a capacitação das lideranças rurais em tecnologia sociais de convivência com a seca, como já acontece na região do semiárido baiano.


QUEIMADAS
           
Vane também apresentou um Relatório do 4º Grupamento de Bombeiros Militares, com sede no município, que apresenta aumento significativo  nos meses de setembro, outubro e novembro  no número de ocorrências de incêndio em vegetação, se comparados com igual período do ano passado. Entre setembro e novembro de 2014, os bombeiros registraram apenas 17 ocorrências. Neste ano, o número subiu para 138.

No documento entregue ao secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Jeronimo Rodrigues, o prefeito de Itabuna informa que no tocante à poluição atmosférica, se registra aumento da fumaça dispersada pelas queimadas na vegetação nas zonas urbana e rural, afetando a saúde das pessoas. “Com a forte estiagem o volume de água para captação e abastecimento da população caiu de 250 litros por segundo para 70 litros por segundo, comprometendo o abastecimento da população”, diz o documento. 

Nenhum comentário: