Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Obesidade Mórbida é tema de palestras em São Desidério

Considerada uma epidemia mundial, a obesidade atinge mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil 50,8% da população estão acima do peso e destes, 17,5% são obesos. E para alertar a população de São Desidério e região sobre os riscos da obesidade mórbida, a Prefeitura Municipal por meio de uma parceria com a vereadora de Barreiras, Marileide Carvalho realizou na noite desta terça-feira, 29, no plenário da Câmara Legislativa de São Desidério, um ciclo de palestras ministradas por uma equipe multidisciplinar do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (CEDEBA), envolvendo nutricionista, endocrinologista e psicóloga.


A mesa redonda foi aberta pela endocrinologista, Teresa Arruti, que tratou sobre os custos da obesidade aos cofres públicos, assim como as comorbidades (diabetes, hipertensão arterial, artrite, e doenças psicológicas), o diagnóstico, as causas, que são a má alimentação, sedentarismo, causas genéticas e hormonal.

"O principal tratamento para a obesidade mórbida é a mudança de estilo de vida, mudar os hábitos alimentares, praticar exercícios e tratar a cabeça, e a cirurgia bariátrica/metabólica, é indicada no tratamento da obesidade mórbida, para pacientes que não obtiveram sucesso no tratamento convencional para eliminar peso", esclareceu.

Os outros profissionais alertaram sobre a importância de uma boa alimentação e o tratamento psicológico. "Não adianta fazer a cirurgia bariátrica e não fazer o tratamento psicológico, por isto há necessidade de um acompanhamento com uma equipe multidisciplinar", destacou a psicóloga, Aline Pena.

O projeto - Idealizado pela vereadora de Barreiras e executado pelo gestor de São Desidério, Demir Barbosa o projeto já concedeu 30 cirurgias bariátricas para pessoas que não conseguem perder peso com tratamento clínico. Segundo o prefeito, tratar sobre a prevenção também faz parte do projeto.

"Esta iniciativa não só melhorou a qualidade de vida e saúde, mas já realizou 30 sonhos, elevou a autoestima e isto é muito gratificante. O projeto contempla também a prevenção, por isto este momento foi esclarecedor e sugiro que com a ajuda do CEDEBA, possamos criar um núcleo de prevenção, combate e tratamento clínico aqui no oeste, pois ficamos muito longe da capital e este núcleo será composto por uma equipe multidisciplinar de profissionais capacitados do município", afirmou.

Por: Adinete BatistaFotos: Rodney Martins

Nenhum comentário: