Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Santas Casas lutam pelo direito à saúde

Provedor Almir Alexandrino
Ações municipais marcam o início do movimento nacional
“Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo”

O Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos no SUS – formado pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), suas federações estaduais e os 50 maiores hospitais filantrópicos do país – lançou a campanha “Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo”, que pretende alertar os brasileiros para a condição financeira precária das instituições filantrópicas.


Ações em diversos municípios do país estão programadas para o dia 29 de junho. Na ocasião, gestores dos hospitais locais vão esclarecer para autoridades e representantes dos vários setores da sociedade as dificuldades enfrentadas pela rede de atendimento e as consequências de um provável colapso do sistema para o SUS.

“Precisamos primeiro envolver os municípios, entidades de classe, Ministério Público, conselhos, sindicatos, organizações sociais, imprensa, profissionais da saúde, pacientes e voluntários locais para, por fim, buscar o apoio do congresso nacional”, explicou Edson Rogatti, presidente da CMB.

Dessa maneira, as instituições filantrópicas estão convidando lideranças e a imprensa das cidades para apresentar números, explicar as formas de financiamento e discutir medidas em busca de uma solução para o problema que atinge todas as regiões do país. Esses encontros acontecerão simultaneamente em todos os municípios.

“Estamos certos de que a divulgação dessa realidade e a mobilização em torno do tema são indispensáveis para que medidas urgentes que garantam o direito à saúde dos cidadãos sejam tomadas. Este é o objetivo principal do nosso movimento”, finaliza Rogatti.


Para a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, as ações conjuntas fortalecem o setor por todo o país. “Estamos vivendo um momento muito delicado, com uma defasagem enorme no repasse SUS ao longo de vários anos, sem as correções na remuneração SUS, e por isso caminhamos junto às demais Santas Casas nas mobilizações e luta diária”, finaliza o Provedor Dr. Almir Alexandrino.
Da assessoria de Comunicação

Nenhum comentário: