Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

PARABENS! FERNANDO GOMES


SE CADA OBRA DE FERNANDO GOMES EM ITABUNA FOSSE UMA VELA E SE HOJE NO SEU ANIVERSÁRIO ELE COM UM SOPRO  APAGASSE,  FICARIAMOS NO ESCURO.

Lions Clube de Itabuna celebra 60 anos




O leonismo no interior do estado da Bahia completou na quinta (26), 60 anos de existência. O Lions Clube de Itabuna Centro foi o segundo a ser fundado na Bahia e o primeiro no interior do Estado, sua Carta Constitutiva foi emitida em 11 de agosto de 1954.
Ao longo destes 60 anos foram inúmeras as contribuições em prol da comunidade itabunense, seja pelas campanhas em favor de entidades assistenciais, ou pela parceria com o Poder Público Municipal na solução de problemas da cidade.
Por intermédio da entidade várias ruas e avenidas foram pavimentadas e arborizadas, sinaleiras elétricas (semáforos) de trânsito foram instalados, em uma parceria com a Prefeitura, na Gestão do Dr. Ferreira, garantiram o serviço de abastecimento de água do bairro Cajueiro, hoje Fátima; trabalharam para a construção de novas escolas, além de propagar por toda a região a filosofia leonística com a fundação de inúmeros Lions clubes em: Ilhéus Centro, o Itabuna Sul, Vitória da Conquista Centro, Itajuípe, Arataca, Buerarema, expandindo até ao município de Paulo Afonso.
Em Itabuna, realizou varias atividades de grande alcance social como, o Mutirão do Diabético, em parceria com a ASDITE e o Hospital de Olhos Beira Rio; Projeto Viver Melhor, com parceria da FTC; AABB Comunidade, e a campanha do SightFirst, “a visão em primeiro lugar” - proporcionando a portadores de catarata, a possibilidade de voltar a enxergar.
Com sede no bairro Santo Antônio, o Lions Clube de Itabuna Centro mantém um Grupo Escolar funcionando em três turnos com capacidade para 600 e um convênio com a Prefeitura e alunos.

Maramata é referência em educação ambiental na região

Diversos projetos são desenvolvidos pela Universidade Livre do Mar e da Mata, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente.

Exibindo Maramata (3).jpgA Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata) é uma instituição da Prefeitura de Ilhéus que tem o objetivo de promover a educação ambiental de modo lúdico e criativo, a partir de projetos, seminários e atividades que envolvem a população espontaneamente. Segundo o presidente Fred Andrade, as atividades têm gerado uma aproximação maior com a comunidade. “Podemos observar que estamos encurtando a distância com a população; sentimos um interesse e envolvimento maior por nossas atividades” informa o presidente, destacando que diversas instituições educacionais da região, estão visitando a Maramata para aprofundarem os conhecimentos desenvolvidos em sala de aula. 
Vários projetos integram a estrutura da instituição. Um deles, o Oceanário Virtual, considerado o segundo da Bahia, possui três TVs para exibição de imagens do fundo do mar, em uma ambiência formada por luzes e climatização adequada para possibilitar ao visitante a sensação de estar no oceano.  Também aberto ao público, o Museu do Mar e da Capitania possui um rico acervo biológico dividido em duas partes. A da marinha, com um grande número de animais marinhos, peixes, aves, repteis e diversos outros; já a parte da capitania, conta a história de Ilhéus, a partir de antiguidades.
Na área socioambiental, a Maramata desenvolve o projeto Meninos Guerreiros, trabalhando com crianças, em situação de vulnerabilidade social. Com a ação, a instituição pretende sensibilizar os menores sobre a necessidade de cuidar e preservar o meio ambiente, através de ações esportivas, educacionais e culturais. As atividades ocorrem sempre às quartas-feiras e sábados, no turno oposto ao escolar.   
Ainda, para estimular a integração social e a sustentabilidade ambiental, a unidade realiza o Projeto Retalhos Criativos, voltado para o reaproveitamento de objetos domésticos e demais utensílios.  Realizado aos sábados, a iniciativa tem por objetivo coordenar e desenvolver atividades artesanais, através do reaproveitamento de materiais confeccionados manualmente com valores ecologicamente corretos e que podem se tornar mais uma fonte de renda para os participantes.
A universidade possui ainda uma estação meteorológica, em funcionamento desde agosto de 2012. Através de estação, são realizadas leituras de dados e montagem de planilhas de temperatura, umidade relativa do ar, índice pluviométrico e ponto de ovário. Outras ações que colaboram para a sustentabilidade ambiental estão sendo desenvolvidas em cinco áreas distintas: geração de energia elétrica através de placas fotovoltaicas (energia solar); captação de água de chuva para uso como água bruta e irrigação dos jardins; laboratório de compostagem que utilizará os restos dos tratos culturais dos jardins para produção de composto orgânico.
Outra iniciativa é a conscientização da própria equipe da Maramata em relação à temática, valorizando os “4 Rs”  - repensar, reutilizar, reciclar, reduzir - além do projeto de mudanças climáticas, através de estação meteorológica. “Queremos proporcionar às pessoas um complemento da educação, de uma forma dinâmica e prática, com ações que possam ser desenvolvidas no dia a dia e principalmente conscientizando-as para os cuidados com meio ambiente” conclui Fred Andrade.
Visitações – O museu e o oceanário estão disponíveis para receber visitas de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Escolas e agências de turismo podem ligar para o número (73) 3632-3698 e agendar a atividade.

Evangélicos promoveram show pelo aniversário de Ilhéus

Para o público, a inclusão do evento cristão na programação de aniversário de 480 anos de fundação de Ilhéus, promove a todos um sentimento de pertencimento ao município, estimulando a cidadania.

Exibindo Grande público compareceu ao show evangélico em comemoração ao dia da cidade - Foto Gidelzo Silva (Secom Ilhéus).JPGAlém do ato administrativo realizado pelo prefeito Jabes Ribeiro, no último sábado dia 28, no foyer do Teatro Municipal de Ilhéus, que autorizou a realização de várias obras para ampliar a prestação de serviços da saúde, educação, cultura e demais setores sociais, e dos shows musicais realizados na Avenida Soares Lopes, a festa de 480 anos de aniversário de Ilhéus contou também com a promoção de uma grande celebração evangélica. O evento teve início na quinta-feira, dia 26, abrindo as comemorações do aniversário, e ocorreu até o domingo, dia 29, na Rua 31 de Março, no Bairro da Conquista, e contou com a presença do prefeito Jabes Ribeiro e o apoio de produção do vereador Alzimario Belmonte.
Para o público, a realização da festa confirma o aspecto democrático do município de Ilhéus. Na noite do sábado, dia 28, o pastor Jairo Soares e o presbítero Gilson Fagundes, da Assembleia de Deus, ressaltaram a importância do evento para os cristãos. “A realização dessa festa significa que a cidade e o governo municipal estão atentos para atender às diferentes vontades da população”, afirmou o pastor. “Com a festa aqui (Rua 31 de Março) e lá na avenida (Soares Lopes), a gente entende que Ilhéus é de todos”, completou Gilson Fagundes.
Do mesmo modo, o motorista Valdirei Ribeiro se sentiu contemplado dentro da festa de comemoração pelo aniversário de Ilhéus. “Este evento nos dá um sentimento de pertencimento ao município, estimulando a cidadania”, comentou Valdirei.  “Além disso, a promoção de duas festas diferentes dá uma ideia de democracia”, atestou o motorista.
Durante os quatro dias, o público evangélico fez orações no espaço público, cantou e louvou a Deus ao som de vários grupos musicais. Assim como na Avenida Soares Lopes, a Prefeitura de Ilhéus assegurou os serviços de ordenamento do trânsito e de vendedores ambulantes, montou um esquema especial de limpeza para atender a demanda, e a segurança da população foi garantida pela Policia Militar, com o apoio da Guarda Municipal. 

PARABENS! FERNANDO GOMES

 Fernando Gomes Oliveira nasceu a 30 de junho de 1939 em Itabuna. Começou sua carreira política em 1973, aos 27 anos, quando foi convidado pelo então prefeito da época, José Oduque Teixeira, para assumir o cargo de Secretário Municipal de Administração. O carisma político logo faria de Fernando um recordista de mandatos legislativos na história do município. 

      Em 1977 exerceu seu primeiro mandato como Prefeito de Itabuna até 1982. Em 1983, foi eleito Deputado Federal assumindo seu primeiro mandato como parlamentar. Em 1987 foi reeleito Deputado Federal, cumprindo o mandato até 1988, quando foi novamente eleito Prefeito de Itabuna, assumindo o cargo em 1989 até 1992. Ainda assim, o incansável político não iria parar por aí, eleito Deputado Federal pela terceira vez em 1995 e, Prefeito de Itabuna, também pela terceira vez, em 1997. 

      Em suas administrações como prefeito, realizou obras importantes para o município como a construção do "Ginásio de Esportes Fernandão - Vila Olímpica", IMEAM , viadutos, grupos escolares, Usina Asfáltica de Itabuna, Maternidade da Mãe Pobre, Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães, bem como obras de saneamento, programas sociais na área de educação e saúde.