Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sábado, 20 de dezembro de 2014

Rede Municipal da Educação anuncia datas de matrículas para o ano de 2015


A Secretaria Municipal da Educação publicou nesta quarta-feira (17) o período para a realização das matrículas dos alunos na Rede Municipal da Educação, para o ano letivo de 2015. A efetivação da matrícula assegura à população o direito contido na Legislação, inclusive na Constituição Federal, do acesso e permanência com qualidade na escola pública.
Segundo informa a secretária Municipal da Educação, Emília Cristina Augusto dos Santos, para os alunos novatos o período de matrícula vai de 12 a 16 de janeiro próximo. Já para os alunos da Rede Pública Municipal – desistentes e reprovados – as matrículas deverão ser efetivadas no período compreendido entre os dias 19 a 23 de janeiro de 2015.



Todas as matrículas deverão ser feitas das 8 às 14 horas, nos seguintes locais: Os alunos que cursam o Ensino Fundamental II – do 6º ao 9º ano – deverão se dirigir à Escola Municipal Noécia Cavalcante, na avenida Octávio Mangabeira. Já as matrículas referentes aos alunos do Ensino Fundamental I – do 1º ao 5º ano – serão realizadas no auditório da Secretaria Municipal da Educação (Semed), na praça da Bandeira.
As matrículas crianças entre os sete meses e três anos deverão ser matriculadas para as creches Vovó Cabocla, na rua Helena Chaves, no Bairro Sócrates Rezende, com a matrícula feita no mesmo local, e na São Boaventura, na rua Antônio Sarmento, no bairro João Fon Fon. Informa a secretária Emília Cristina, que como a Creche São Boaventura passar por obras, as matrículas serão efetuadas na Secretaria Municipal da Educação.
De acordo com a Secretaria da Educação, para a realização das matrículas, será exigida a seguinte documentação: três fotos 3X4; cópia da certidão de nascimento ou da carteira de identidade (RG); cópia de comprovante de residência; cartão de vacina; e cartão do Bolsa Família (se estiver incluído no programa do Governo Federal).
Esclarece a secretária da Educação, Emília Cristina, que, quando o número de vagas for menor do que a demanda, levar-se-á em consideração e priorizar-se-á as crianças já atendidas no ano anterior, e/ou cadastradas no Programa de Transferência de Renda do Governo Federal (Bolsa Família). Segundo ela, os casos excedentes serão analisados pela secretaria.
Da assessoria de comunicação -(18-12-14)

Nenhum comentário: