Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Em Itabuna prefeitura remove famílias de áreas de risco inundadas pelas águas das chuvas


Rio Cachoeira está recendo muita água, e a previsão é de chuvas até sábado. (Foto;Macrosul)
A Prefeitura de Itabuna, numa ação coordenada pelas secretarias da Assistência Social e do Desenvolvimento Urbano e pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, removeu moradores de áreas alagadas pela enchente do Riacho Água Branca, no bairro São Roque, para as dependências da Escola Brasília Baraúna, e de outras áreas da cidade para locais seguros. Além dos moradores, os móveis eletrodomésticos dos desabrigados foram transportados em veículos cedidos pela Sedur. A situação continua tensa pois o Rio Cachoeira está recebendo muitas águas, devido, as fortes chuvas em suas nascentes nos municipalizo de Itapetinga e Itororó, oeste do estado. 


As equipes da Prefeitura atuaram também para evitar novos alagamentos no bairro Novo São Caetano, onde o canal de drenagem transbordou e água invadiu pelo menos sete casas nas ruas “I”, “J’ e “O”. Segundo os técnicos da Sedur, o problema ocorreu porque resto de material de construção foi descartado irregularmente às margens do pequeno riacho pelos próprios moradores. Uma retroescavadeira iniciou o trabalho de desobstrução do canal e as famílias retornaram para seus imóveis.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Roberto Avelino, além dos bairros Novo São Caetano e São Roque, estão monitoradas áreas de risco nos bairros como Maria Pinheiro, Novo Jaçanã, Vale do Sol e Daniel Gomes, onde há risco de desabamentos, e Maria Matos (Rua de Palha Nova Itabuna e Rua da Bananeiro, no Lomanto, devido à elevação das águas do Rio Cachoeira. Ele alerta que a previsão é de mais chuvas para as próximas horas de acordo com informações por SMS recebidas do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Desde a instalação de três pluviômetros na cidade pelo Cemaden em parceria com a Prefeitura que o acompanhamento das condições climáticas é feito com mais precisão. A cada cinco minutos, a Comissão de Defesa Civil recebe alertas através de mensagem de texto sobre a situação do clima no município, inclusive precipitação. “Isso possibilita que sejam adotadas medidas preventivas”, explica Roberto Avelino.

As equipes da Sedur, da Assistência Social e da Defesa Civil estão trabalhando em regime de plantão e locais como Parque de Exposição Antonio Setenta, em Ferradas, e o Colégio Brasília Baraúna, no São Roque, já foram preparados para receber possíveis desabrigados. A previsão é que as chuvas vão continuar até o fim de semana, já que uma frente fria está estacionada sobre o sul da Bahia e há ainda influência da zona de convergência que traz umidade da Amazônia e do mar. Chamadas de emergências podem ser feitas pelo telefone 8854-6924 nas 24 horas.

Da comunicação da Prefeitura

Nenhum comentário: