Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Projeto de Educação Infantil aproxima famílias da escola


Desde o início do ano letivo de 2014 o Centro Educacional e de Assistência ao Escolar Governador Antônio Carlos Magalhães, no bairro São Sebastião, passou a trabalhar exclusivamente com a Educação Infantil, com os cursos Maternal, Pré-escola I e II. Segundo o prefeito Almir Melo, a proposta de exclusividade do colégio teve por finalidade atender às disposições ao Estatuto da Criança e do Adolescente, a Constituição Federal, a Lei de Diretrizes e Bases em relação à educação das crianças.

Atualmente, o Centro Educacional Antônio Carlos Magalhães mantêm cerca de 300 alunos matriculados em duas turmas do maternal, cinco turmas de Pré-escola I e cinco turmas do Pré-escola II. Para atender à nova demanda, o colégio passou profundas transformações, no sentido de oferecer aos novos alunos, uma nova proposta pedagógica, levando-se em consideração a importância das interações e brincadeiras nesse processo educativo.
O processo de mudança ultrapassou o conteúdo das salas de aula e chegou às instalações físicas, no sentido de adaptar os equipamentos – instalações sanitária e mobiliária – ao tamanho dos alunos, cuja idade varia de três a cinco anos. No entender da secretária da Educação Emília Cristina Augusto dos Santos, o projeto foi entendido e assimilado pelas famílias e já existem pedidos de reservas para novas matrículas.
Abraço à causa - A vice-diretora do Centro Educacional Antônio Carlos Magalhães, Erli Santos Nascimento, diz que a proposta da nova escola foi aceita positivamente pelas famílias, que participam ativamente das atividades dos filhos. Para ela, o projeto deixou de ser uma simples novidade para ganhar a adesão da comunidade do bairro São Sebastião, onde o colégio está localizado.
Lastreada na resposta positiva da comunidade, a diretora do colégio, Silvana Glória Ribeiro, já planeja a introdução de novos projetos, a exemplo da implantação de um parque infantil, dentre outros equipamentos importantes para complementar a proposta pedagógica. Também já faz parte do planejamento a introdução de uma sala de acessibilidade para trabalhar a psicomotricidade dos alunos e uma ampla brinquedoteca.
Integração - A conceito de escola de Educação Infantil do Centro Educacional Antônio Carlos Magalhães contempla eixos fundamentais como a construção da identidade e autonomia, movimento, oralidade e relação com a atividade escrita, artes, construções de noções matemáticas e relações com o mundo físico e natural, e com o mundo social e histórico-cultural.
De acordo com a nova proposta pedagógica, cada sala de aula contempla dois professores, além do envolvimento de outros profissionais, a exemplo de monitores para recreação e desenvolvimento das várias atividades complementares. Na escola, de acordo com a turma, os alunos participam ativamente da contação de histórias e estórias baseadas em fábulas, e de teatro fantoche, com a finalidade de desenvolver as mais diversas linguagens artísticas.
O sucesso do novo conceito de escola infantil, de acordo com a coordenadora pedagógica Taciana Teles, está na sua fundamentação, que privilegia a participação de todos os envolvidos, e integra desde o porteiro ao diretor. Segundo a coordenadora, quase todas as atividades são desenvolvidas em conjunto pelo corpo discente, o que cria um clima de afetividade e integração.
Explica, Taciana, que esse contato permanente entre o aluno, monitores e professores é um diferencial e facilita, inclusive, o trabalho de avaliação de comportamento e desempenho, que foge dos métodos tradicionais. Essa diferença é observada nas atividades fora do ambiente da sala de aula, a exemplo dos corredores, acompanhadas de perto pela equipe encarregada.
Devido a pequena idade, os alunos recebem ensinamentos sobre os mais diversos hábitos, a exemplo da alimentação, feita dentro da sala de aula, e sobre higiene corporal, como escovar os dentes, tomar banho ou satisfazer as necessidades fisiológicas. Outras atividades são desenvolvidas de acordo com o calendário de eventos culturais da cidade ou que possuam influência direta sobre eles e suas famílias.
Um desses exemplos será o projeto “Bola da Vez”, que vai trabalhar o lúdico com foco na realização da Copa do Mundo, nos meses de junho e julho e que traz reflexos em toda a comunidade. Com o “Bola da Vez”, as crianças vão conhecer as culturas de outros países, seus costumes, músicas, tradição, bem como a história da Copa do Mundo, colocando as crianças no contexto do grande evento a ser realizado no país..
Da assessoria- 27-03-2014 (WR)

Nenhum comentário: