Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

VEJA ARTIGO DE ANTONIO NUNES "DIA DE FINADOS!"

Antonio Nunes de Souza*
Passagem do “Dia dos finados”!


Nessa data gosto sempre de escrever alguma coisa, pois, por mais que não queiramos, sempre nos lembramos dos entes queridos, amigos, ídolos, etc. que, de alguma forma representaram algo para nós durante nossa vida. Até daqueles que, com seus desaparecimentos as coisas melhoraram para a humanidade e esses jamais devemos esquecer e, ao mesmo tempo, policiar severamente para que não apareçam substitutos com os mesmos brutais propósitos!

Com a proliferação das religiosidades, você está passivo de encontrar no mercado divino uma série interminável de características, hábitos, costumes, modismos, determinações, padrões de comportamentos, promessas das mais incríveis e sonhadoras, que, a fraca e debilitada mente humana acredita piamente, jurando de pés juntos que o seu ministro religioso está coberto de razões e, sem fazer reflexões, seguem as regras completamente, até que, com o tempo, as fichas caiem e vejam quanto tolos foram em acreditar nas fantasiosas promessas salvadoras de suas almas!

Eu, vacinado que já estou, continuo seguindo os conceitos e preconceitos da minha linha Católica Apostólica Romana, onde sempre encontrei paz de espírito, fé e confiabilidade e as ofertas são abertas para todos, cujos preços dependem exclusivamente do seu comportamento com todas as pessoas que lhe cercam, suas atitudes, sua solidariedade e o abandono do sentimento egoístico que está cada dia se enraizando em todas as pessoas como se fosse um comportamento correto e normal!

Vamos todos não esquecer de reverenciar os mortos, levando nossas velinhas e flores, esperando que eles estejam onde desejamos, fazer algumas orações e depois dessa horinha sentimental já não tão olhada com eterna lamentação, seguir suas vidas aproveitando o feriado para comer um gostoso caranguejo na praia regado a uma cervejinha gelada, não esquecendo que, em breve, também fará parte integrante desse feriado como um querido homenageado.

Que aceitem meus sentimentos pelas suas perdas, logicamente iguais as minhas, lembrando que o dia de finados não se trata de um feriado, apenas um dia que foi resguardado para demonstrar o nosso carinho e respeito pelos mortos. Então...nada mais justo que, antes de partir para as baladas, lembre-se de cumprir sua obrigação religiosa!


*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras de Itabuna – antoniodaagral26@hotmail.com

Nenhum comentário: