Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Secretário de Comunicação de Wagner quer transformar o Vitória em reduto do PT


Robinson Almeida, candidato a deputado federal do PT, surge como o principal articulador da candidatura de Carlos Falcão à presidência do clube




REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA -  O secretário de Comunicação do governador Jaques Wagner, Robinson Almeida, mergulhou de vez na campanha de Carlos Falcão, candidato da situação a presidente do Esporte Clube Vitória. Pré-candidato do PT a deputado federal, o engenheiro elétrico e ”jornalista” nas horas vagas ocupou ontem, como faz semanalmente, os espaços que têm ”direito” na mídia radiofônica e nos blogs políticos da cidade, para defender o seu candidato.
Falcão é acusado pelos opositores e por grande parte da torcida do Vitória de ter ligações estreitas com o governo e de só ter um projeto para o clube: tirar o Vitória do Barradão e levá-lo para a Arena Fonte Nova, casa do governo da Bahia e das construtoras OAS-Odebrecht.


“O partido de Falcão é o PECV, partido Esporte Clube Vitória. A única vantagem que Falcão leva nessas eleições é ser candidato de uma gestão vitoriosa e não de partido político”, sustentou Almeida.
Para quem não sabe, Robinson Almeida é conselheiro do Vitória e trabalha firmemente, segundo alguns conselheiros, para fazer do clube uma casa também do PT, que já controla o Bahia. É bom lembrar que no rival tricolor, dirigido hoje pelo PT, já atuam Fernando Schmidt (presidente), ex-secretário Institucional, Sidônio Palmeira, marqueteiro de Wagner e braço direito do governador, Reub Celestino (diretor Administrativo e Financeiro), ex-presidente da Ebal (Cesta do Povo), Pablo Ramos (diretor de Negócios) e ex-assessor da Secretaria de Desenvolvimento Urbano.
Já atuam no Conselho do Vitória outras feras do governo Wagner, como o vice-governador Otto Alencar, o presidente da Assembleia Legislativa Marcelo Nilo, o deputado federal José Rocha, além de outros políticos menos expressivos, alguns derrotados nas últimas eleições.
Lembrou de Mota e esqueceu Portela –   Em entrevista a um blog político, o misto de engenheiro elétrico e “jornalista” Robinson Almeida fez duras críticas ao secretário Nacional deTurismo, Fábio Mota, que é candidato da oposição. Mota vem detonando o governo por não realizar as obras da via de acesso ligando a Avenida Paralela ao estádio rubro-negro. Parte do dinheiro (R$ 5 milhões) do projeto já está na conta da Conder faz tempo.
Pelo visto, o projeto não vai sair do papel. “Existe um estudo de viabilidade e a Conder está analisando tudo dentro dos prazos administrativos necessários”, tenta explicar Almeida sobre a via de acesso ao Barradão. Portanto, tudo vai depender da “viabilidade” do governo, o mesmo que levou mais de dois anos para construir uma passarela de apenas 400 metros ligando a Paralela ao Estádio de Pituaçu.
Robinson Almeida captou as críticas de Fábio Mota, mas não fez qualquer citação à entrevista do atual presidente do Vitória, Alexi Portela, que acusou o governo Wagner de “má vontade” para com o Barradão. Em tom até surpreendente, Portela lembrou que o Estádio de Pituaçu foi todo reconstruído sem licitação pública e que a Conder ainda não iniciou as obras de acesso ao Barradão por falta de interesse mesmo.

Nenhum comentário: