Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Secretária de Ilhéus destaca soluções na educação e pede cooperação aos professores

Ante a mobilização que resultou em uma paralisação de dois dias e com o anúncio de que já na próxima semana haverá nova interrupção das aulas na rede municipal de ensino de Ilhéus, a secretária Municipal de Educação, Marlúcia Mendes informa que a Prefeitura está avaliando um parecer jurídico da Procuradoria Geral e analisando o impacto financeiro que as reivindicações feitas pela Associação dos Profissionais Professores de Ilhéus (APPI) vão causar para que seja dada uma resposta coerente e justa dentro das possibilidades do município. Ela, porém, considera que é preciso haver compreensão e que não há sentido deflagrar greves antes mesmo que haja qualquer negociação. 


“A determinação do prefeito Jabes Ribeiro é que dediquemos total empenho para avançar na educação, trabalhando para alcançar as seguintes metas: melhorias no índice do IDEB, na infraestrutura das escolas, no transporte escolar, na qualidade da merenda, mas também em relação à qualificação e à remuneração dos profissionais, sem os quais o município não pode avançar na oferta da educação. Para o prefeito, trata-se de uma preocupação com o ilheense, com as famílias e com as nossas crianças”, afirma a secretária, observando ainda que o prefeito é gestor de todo o município e, nesta condição, precisa se preocupar com a situação de toda a administração municipal.

Marlúcia lembra que as paralisações ou uma possível greve somente vão prejudicar os estudantes e pais e agravar a situação do ensino em Ilhéus que ela reconhece ainda não estar em suas melhores condições, em razão das dificuldades encontradas pela atual gestão. “Não há dúvidas de que estamos trabalhando firmes para promover a melhor educação possível aos nossos alunos e isso inclui melhores condições de trabalho aos nossos educadores, portanto, pedimos compreensão a fim de que sejam evitadas paralisações ou greves, não precisamos parar o nosso ano letivo, para chegarmos a um acordo que é do interesse de todos, tanto do prefeito, quanto dos educadores e principalmente dos ilheenses”, completa a secretária.
Marlúcia Mendes pontua a agilidade da atual gestão em solucionar os problemas encontrados na Secretaria. 

“Na área da Educação, nos primeiros cinco meses, quitamos os salários e 13º não pagos pela gestão anterior, pagamos as dívidas do ano passado junto ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), estamos regularizando a situação da merenda escolar e do transporte para os estudantes e, em parceria com a população, estamos fazendo reformas e recuperando escolas do interior, retomamos projetos que estavam funcionando parcialmente, tais como: o ‘De grão em grão’, além das atividades do Centro de Referência à Inclusão Escolar (Crie)”. Conseguimos realizar, a contento, a Conferência Municipal de Educação, por meio de parcerias com a sociedade civil, pontua Marlúcia.

“Peço, a todos, compreensão, pois acredito que não é preciso paralisar as nossas atividades, nem interromper o ano letivo. Começamos com muitos desafios e estamos, pouco a pouco, com a participação efetiva dos Conselhos, vencendo todos eles”, apela a secretária. “Mais uma vez quero afirmar: a ordem do prefeito Jabes Ribeiro é pela negociação e pela garantia das melhores condições de trabalho aos nossos professores, dentro das possibilidades orçamentárias do município para que, inclusive, possamos continuar honrando o compromisso do pagamento mensal em dias”, conclui. 

Da Secretaria de Comunicação Social (Secom)-Ilhéus – 13.06.2013

Nenhum comentário: