Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio natural. Não jogue lixo em seu leito.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Santa Casa de Itabuna implanta Centro de Pesquisa Clínica



A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna inova e investe em um serviço de saúde pioneiro no interior da Bahia. A implantação do Centro de Pesquisa Clínica, serviço de aplicação de pesquisas e desenvolvimento de novos medicamentos, prevê a atuação direta com novas drogas em fase final de testes pela indústria farmacêutica, oportunizando pacientes a integrarem a vanguarda da medicina no mundo. Na instituição, o novo serviço será realizado em parceria com a Fundação Centro de Estudos Professor Edgard Santos (Funcepes) e deverá alcançar inicialmente pacientes da oncologia, com previsão de expansão para outros serviços especializados. 

De acordo com informações do farmacêutico e consultor clínico, Bruno Setenta Andrade, a indústria farmacêutica investe em diversas etapas de estudos para pesquisa e desenvolvimento de novas drogas. “É um estudo sistemático de uma questão cientifica relevante, seja droga, instrumento, equipamento, a ser utilizado em seres humanos com a intenção de tratamento, prevenção ou diagnóstico de uma doença ou condição patológica. O estudo procura descobrir seus potenciais efeitos benéficos e/ou determinar seus efeitos farmacodinâmicos, farmacológicos e clínicos, além de identificar reações adversas e estudar a absorção, distribuição, metabolismo e excreção do produto em investigação, a fim de se averiguar sua segurança e eficácia”, declarou Bruno.

Assim, o Centro de Pesquisa Clínica da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna atenderá aos procedimentos padrões de Normas Internacionais para condução dos Estudos Clínicos. “Toda esta medicação, antes de entrar no Brasil é regulada pelo Conselho Nacional de Ética em Pesquisas (Conep), pela própria Anvisa, além de  Conselhos de Ética locais”, relatou Bruno Setenta.

Ainda segundo o farmacêutico, grande parte dos hospitais da Europa e Estados Unidos trabalham com Centros de Pesquisas Clínicas, serviço que está consolidado em grandes centros no Brasil, a exemplo de hospitais como o Sírio Libanês, o Albert Einstein, e em Salvador, o São Rafael e o Hospital Santa Isabel. “Somente assim, toda a medicação de última geração que já está sendo testada nestes grandes centros, passarão a chegar também oferecendo oportunidade para os pacientes do interior da Bahia”, acrescentou Bruno Setenta. 

Para o provedor da Santa Casa de Itabuna, Eric Ettinger, a instituição se destaca pela implantação de mais um equipamento de saúde de vanguarda no interior da Bahia. “O Centro de Pesquisas deverá trazer benefícios sem precedentes para o paciente, para a comunidade médico científica regional e para a própria ciência, contribuindo para a chegada de novos medicamentos no mercado mundial”, declarou o provedor Eric.
 
Adesão do paciente
 A segurança do paciente é garantida através do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (Tcle), pelo qual o paciente, voluntariamente, autoriza sua participação em um Estudo Clínico, após ter sido informado sobre todos os aspectos da pesquisa que sejam relevantes para sua decisão junto ao médico em participar, podendo sair do programa à qualquer momento por decisão própria ou do médico investigador.

Assim, uma das grandes relevâncias para a implantação do Centro de Pesquisa Clínica na Santa Casa de Itabuna é a possibilidade de trazer para a região boa parte das novas drogas que ainda não alcançaram a linha comercial. Para o paciente, além da possibilidade de recuperar a saúde, todo o tratamento passará a ser custeado pela empresa patrocinadora. “Assim, teremos diversas fases no estudo clínico: da seleção dos pacientes, a realização das consultas, exames, internamento até a administração das medicações, fases totalmente custeadas pela empresa patrocinadora”, declarou Bruno Setenta.

Sobre o Centro de Pesquisa
O Centro de Pesquisa Clínica funcionará chefiado por um médico investigador, responsável por designar tarefas para sua equipe multidisciplinar, com o objetivo de selecionar e orientar pacientes, médicos e profissionais de saúde envolvidos e acompanhar os dados produzidos.

Após a implantação do Centro de Pesquisas, o consultor clínico estará atuando para captar empresas do ramo farmacêutico para conhecer o Programa de Pesquisa da Santa Casa de Itabuna e prospectar parcerias. 

“Temos alguns atrativos na instituição que vão do elevado número de pacientes, a existência de profissionais especializados capacitados e a qualidade dos dados gerados, já que os hospitais da Santa Casa de Itabuna já trabalham com a informatização de toda a rede hospitalar”, definiu o farmacêutico. 

Algumas das empresas que já demonstraram interesse em iniciar parceria com a Santa Casa de Itabuna são a Roche, a Bayer, a Lili, Pfizer, Astrazeneca, Sanofi-Aventis e a Bristol. 
Por -  Jack Simões


Nenhum comentário: