Vamos salvar o Rio Cachoeira! É o nosso maior patrimônio. Não jogue lixo em seu leito. Povo limpo, cidade civilizada... Vamos preservar a nossa história.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ipiaú dia 25 realiza simpósio baiano da graviola


(Ipiau capital baiana da graviola)

Na próxima quinta-feira, dia 26, Ipiaú será transformada na capital baiana da graviola, ao reunir, num evento estadual, representantes da cadeia do produto. Quem garante é o pesquisador da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira-CEPLAC, Antonio Carlos Araújo, presidente da Comissão Organizadora do encontro, realizado em parceria com o Consórcio dos Municípios do Vale do Rio das Contas.

Antonio Carlos
O I Simpósio Baiano da Graviola será aberto na manhã desta quinta-feira, dia 26, com uma palestra do presidente da Sociedade Brasileira de Fruticultura e professor da Universidade Estadual do Sudoeste-Uesb, Abel Rebouças São José, sobre “Perspectivas da cultura da Graviola”. O I Simgrav acontecerá durante todo o dia, no auditório do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães.

“O programa de diversificação de cultivos é uma realidade no sul da Bahia, graças ao trabalho desenvolvido pela CEPLAC, em parceria com organismos púbicos e privados da região”, disse Antonio Carlos. “A fruticultura entrou na fazenda de cacau e está contribuindo para a renda do produtor de cacau. No caso especifico da graviola, com o seu crescimento e o seu fortalecimento, surgiram alguns problemas relacionados ao preço e ao mercado. O simpósio será a grande oportunidade para agricultores e empresários buscaram alternativas junto às autoridades competentes”.

Desde o início deste ano, a Comissão Organizadora vem ultimando os preparativos do encontro, que tem o objetivo de congregar profissionais ligados à cadeia produtiva da graviola e estimular empresários baianos. “Está tudo pronto para a realização do nosso simpósio, que terá a participação de empresários agroindustriais, agricultores, extensionistas, agentes de assistência técnica e pesquisadores, além de estudantes de Agronomia de todo o Estado”, garantiu Antonio Carlos Araújo. 

A Comissão Organizadora do simpósio é integrada por Vilson Santos Souza (vice-coordenador), José Marques Pereira, Maria das Graças Conceição Parada Silva, Isabel Cristina Silva Fontes Lima Brandão, Valdinélia Borges Pimentel, José Carlos Passos Brandão, José Vanderlei Ramos, Gilberto de Andrade Fraife Filho, Ivan Henrique Simeão da Silva Benevides e Ednólia Souza dos Reis; Antonio Carlos Araújo, Adonias de Castro Virgens Filho, Gabriel Mota de Oliveira Leite e Josane Silva Moreno (Captação de Recursos e Marketing); Alberto Lavigne Bichara, Allan Sérgio Gonçalves Alves, Marcelo Vitor Ribeiro Santos e Raimundo Marques da Silva (Informática); Maria das Graças Brito dos Santos (Secretária); Gildefran Alves Dímpino de Assis e Jorge Campos Pinto (Artes Gráficas); Erivaldo de Souza (Promoção Sociocultural), e Ederivaldo Benedito e Águido Ferreira (Assessoria de Comunicação Social).
Por - Everaldo Benedito

Casa de Jorge Amado em Itabuna


As obras de restauração da Casa de Jorge Amado, no bairro de Ferradas, em Itabuna, entraram em fase de conclusão. O projeto foi incluído pelo governo municipal na programação dos festejos do centenário do escritor grapiúna.

        Assim que as obras estiverem finalizadas, a casa receberá mobiliário e decoração, sendo que todos os itens já foram adquiridos pela Prefeitura de Itabuna e a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania. 

A maior parte dos trabalhadores envolvidos com a construção foi requisitada na própria comunidade de Ferradas. O projeto contempla um espaço para recepção de turistas e visitantes, um pequeno museu com fotos e objetos pessoais do escritor nascido em Ferradas, biblioteca e cozinha estilizada, além de um teatro e auditório num galpão anexo, com 60 lugares e espaço para deficientes.

 O governo vai ainda pavimentar e urbanizar a praça em frente ao imóvel onde o escritor itabunense passou parte de sua infância. A pintura da Igreja de Nossa Senhora da Conceição e de duas casas vizinhas, com a preservação de uma árvore de Pau Brasil em crescimento, foi incluída no projeto executivo da obra.

Por : Kleber Torres   Reportagem : Haisa Lima 19-04-2012


Deputado do PT joga sujo com jornalista


                                                   Geraldo Simões negou ter pedido cabeça de jornalista na bandeja da Bamin

No programa Cacá Ferreira, o parlamentar insistiu em negar que tenha feito o pedido, embora a assessores o deputado tenham falado que o fez no momento em que consumia bebida alcoólica e que “voltaria atrás” (confira mais abaixo). Na entrevista, o parlamentar disse ter feito a “descoberta” de que o jornalista trabalhou no governo municipal e acusou Ricardo Ribeiro de ser “caneta paga” de opositores, para criticá-lo.

O deputado ainda afirmou que foi ele quem deu o primeiro emprego ao jornalista ao contratá-lo para a assessoria de comunicação, em 2001, quando assumiu a prefeitura de Itabuna. Sarcástico e destilando arrogância, Geraldo disse que Ricardo aprendeu a escrever na prefeitura.

O parlamentar ameaçou interpelar o jornalista para provar que foi ele quem pediu sua demissão. Também afirmou que, seguindo conselho de um advogado, avalia entrar com ação por difamação.
O blog teve acesso a mensagens de texto, trocadas por celular entre o jornalista e um diretor da Bamin, que confirmam o pedido feito pelo deputado à empresa.

“TRABALHO COM ISENÇÃO E ÉTICA”

Ricardo Ribeiro rebateu o argumento do deputado, que o acusa de estar a serviço de adversários, e lembra que quando participou do governo municipal, entre 2009 e 2010, decidiu afastar-se do blog, fato que é confirmado por Davidson Samuel, também do PIMENTA. “O blog tem postura crítica ao governo. Eu não misturo as coisas e nunca coloquei o blog a serviço de assessoria de imprensa, prova disso é que o PIMENTA continua independente e criticando a administração municipal quando ela merece ser criticada”, ressalta Ricardo.

Quanto à afirmação de Geraldo de ter sido a prefeitura o primeiro emprego do jornalista, Ricardo lembra que o convite para participar do governo de Geraldo, no período 2001 a 2004, partiu do jornalista Daniel Thame.
 
- Tive grandes colegas na Assessoria de Comunicação, a exemplo de Cláudio Rodrigues, Daniel Thame, Maurício Maron e Antônio Lopes, mas meu primeiro emprego foi no Jornal Agora, onde trabalhei com Joel Filho, Vera Rabelo, José Adervan, entre outros, e de fato aprendi os primeiros passos da profissão . Nunca pedi emprego ou qualquer outra coisa a Geraldo Simões. Fui convidado a trabalhar na assessoria por Daniel Thame, e foi por mérito e não por apadrinhamento. A indicação foi técnica, porque Daniel conhecia e conhece meu trabalho – assinala Ricardo, que também foi editor do programa Jornal das Sete, da Morena FM, antes de integrar a assessoria.

CRONOLOGIA
A ligação do deputado Geraldo Simões para pedir a cabeça do jornalista foi feita no sábado, 14. O parlamentar telefonou para Armando Santos, do Conselho da Presidência da Bamin. Este acionou o diretor de Relações Institucionais da empresa, Frederico Souza.

O diretor de Relações Institucionais da Bamin, então, ligou para o jornalista na noite de sábado e perguntou se Ricardo conhecia Geraldo e se tinha alguma coisa contra o deputado. Geraldo disse ao diretor Armando Santos que o assessor de comunicação passava “24h do dia” batendo nele e no PT de Itabuna.
Logo após receber a ligação, Ricardo enviou mensagem a Frederico afirmando ter entendido o porquê do pedido do deputado. A razão foi um artigo em que defendia o direito do PCdoB de ter candidatura própria em Itabuna e criticava a “arrogância do PT” de Itabuna.

Ricardo enviou mensagem ao diretor de Relações Institucionais e disse que iria pedir desligamento para não causar constrangimentos à empresa. Frederico respondeu-lhe que não era necessário chegar a esse ponto, pois as coisas seriam contornadas. “Diante da resposta, fui trabalhar na segunda-feira, mas à noite eu recebi a ligação da gerência de comunicação em Ilhéus, informando sobre o desligamento”.

O jornalista disse que não gostaria de envolver o nome da empresa e que o centro de todo o problema está no ato de perseguição do deputado. “A empresa está em momento de fragilidade e que fica sensível a pedidos como este. Não vou julgar a empresa, porque o mais grave nessa história é o ato grotesco de perseguição promovido pelo senhor Geraldo Simões”, afirma.

20.04.12

Carlos Ayres Britto é emposado novo presidente do STF




O ministro Carlos Ayres Britto tomou posse nesta quinta-feira (19) como presidente do Supremo Tribunal Federal, e defendeu um pacto pelo cumprimento da Constituição 

"O que me parece mais simples e ao mesmo tempo necessário, que é um pacto do mais decidido, reverente e grato cumprimento da Constituição", disse Ayres Britto, anunciando que, após a cerimônia de posse, todos os convidados receberiam de presente um exemplar da Constituição Federal.

A posse foi acompanhada pela presidente Dilma Rousseff. Daniela Mercury cantou o Hino Nacional. Carlos Ayres Brito assume a presidência no lugar do ministro Cezar Peluso e terá como vice-presidente o ministro Joaquim Barbosa. 

O mandato do presidente, geralmente de dois anos, será mais curto devido à aposentadoria compulsória de Ayres Britto, que completará 70 anos em novembro. A partir desse momento, Joaquim Barbosa assume a presidência até o final do mandato, com Ricardo Lewandowski como vice.

Projeto leva alegria aos idosos do Baldoíno